Governo garante que irá responder perguntas de Ney sobre Venezuela

Os requerimentos apresentados pelo deputado Ney Leprevost nesta quarta-feira que pedem informações ao governo do Estado sobre o relacionamento de autoridades paranaenses com a Venezuela, foram retirados de pauta por cinco sessões após acordo com a liderança do governo. O deputado Luiz Cláudio Romanelli, líder da bancada governista na Assembléia, garantiu publicamente que os pedidos de Leprevost serão respondidos no prazo de cinco sessões.

 “Vamos dar um voto de confiança ao deputado Romanelli, até porque ele sempre foi muito justo comigo em todos os meus pedidos”, afirma Ney. Entretanto, o parlamentar assegura que se os pedidos não forem respondidos no prazo estipulado, ele reapresentará os requerimentos. “Caso sejam respondidos, seguiremos com as investigações. Caso contrário reapresentarei os pedidos de informação. É uma questão que despertou a minha curiosidade. Não estou acusando ninguém de algo irregular, mas quero essas informações”, disse Leprevost.

 Um dos pedidos de informação de Leprevost pergunta quais autoridades paranaenses foram a Venezuela nos últimos quatro anos; quem pagou as viagens; quem além dos secretários de estado integrou as comitivas oficiais; qual o valor gasto em diárias e passagens pelo erário público e se houve algum subsídio do governo da Venezuela a integrantes do 1º e 2º escalão.

 No outro, o parlamentar pergunta sobre o volume de negócios fechados pelo governo do Paraná com a Venezuela, pede que sejam nominadas as empresas paranaenses que têm negócios comerciais com o país vizinho e quais as empresas venezuelanas que têm negócios com o Paraná.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *