Ney destaca criação da Secretaria Antidrogas

Deputado agradece Prefeito Beto Richa por atender sua proposta

O deputado Ney Leprevost destacou nesta segunda-feira (18) a criação da Secretaria Antidrogas em Curitiba. O parlamentar, que representa a Grande Curitiba na Assembléia Legislativa, havia apresentado no final de 2007 a proposta da criação da Secretaria ao Prefeito Beto Richa.

“Embora a segurança pública não seja uma atribuição constitucional dos municípios, eu acredito que a prefeitura deve ajudar na prevenção e no combate ao crime. Portanto a criação dessa Secretaria significa um grande avanço no que diz respeito a área de segurança. Agradeço ao prefeito Beto Richa por ter acatado a nossa sugestão e o parabenizo pela excelente iniciativa”, afirma Ney.

A secretaria anunciada hoje (18) pelo Prefeito, tem com o objetivo de reduzir os índices de homicídios e outros crimes ligados ao tráfico de drogas em Curitiba, e fará parcerias com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) e Conselho Nacional de Entorpecentes (Conen), entre outros órgãos. Além disso, a Secretaria Antidrogas terá apoio do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), instituído pelo Ministério da Justiça em onze regiões metropolitanas consideradas mais violentas, de acordo com pesquisas do ministério.

“Esperamos que dados como o que o Instituto Médico Legal divulgou ontem, que afirma que neste final de semana 19 pessoas foram mortas na Grande Curitiba, tornem-se raridade. Nossa capital e seus municípios vizinhos precisam de mais segurança”, diz o deputado.

Novo Secretário

Para ocupar o cargo de Secretário na nova pasta, Beto Richa escolheu o delegado Fernando Francischini, que chefiava a Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal, em São Paulo, e foi cedido pelo Ministério da Justiça para ocupar o cargo. “É uma ótima escolha. O Delegado Francischini é um homem competente, sério e extremamente dinâmico”, opina Leprevost.

“Vamos trabalhar principalmente com as crianças e jovens, disputando seu tempo e atenção, oferecendo projetos com atividades interessantes, para cortar o fluxo financeiro do tráfico. E vamos agir também na Região Metropolitana de Curitiba, porque é impossível pensar a questão do tráfico de drogas sem envolver municípios conurbados à capital, como Colombo, Pinhais e Almirante Tamandaré” explica Fernando Francischini, que será empossado Secretário Municipal Antidrogas nesta quinta-feira (21).

Francischini iniciou sua carreira na Polícia Militar em Curitiba e ganhou notoriedade como delegado da Polícia Federal quando comandou a investigação e prisão do traficante colombiano Juan Carlos Ramirez Abadia.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *