Lei de prevenção às drogas deve ser colocada em prática por nova Secretaria

Desde 2003, o município de Curitiba conta com a lei nº 10809, que foi de autoria do então vereador Ney Leprevost, e sancionada pelo Prefeito Cássio Taniguchi. De acordo com essa lei, o município de Curitiba deveria realizar semestralmente palestras sobre o uso de álcool, drogas ilegais, cigarros, remédios para emagrecimento, calmantes e anabolizantes nas escolas públicas. As palestras devem fazer parte do currículo escolar. Além disso, determina que estudantes em estado de dependência deverão receber tratamento médico e psicológico gratuito.

A lei de prevenção às drogas, no entanto, até agora não pegou. A expectativa do deputado Ney Leprevost é de que com a criação da Secretaria Especial Antidrogas, anunciada ontem pelo prefeito Beto Richa, as palestras realmente comecem a ocorrer de forma rotineira. “Encaminhei hoje uma cópia da lei ao delegado Fernando Francischini. Acredito que esse trabalho de prevenção é fundamental, pois o uso abusivo de drogas lícitas e ilícitas é um problema de saúde que deve ser alvo de prevenção e orientação constante do poder público e de toda a sociedade”, afirma Ney.

O parlamentar acredita que com a criação de um órgão que possa coordenar e executar as atividades preventivas de todas as secretarias municipais em parceria com a sociedade, a tendência das idéias serem colocadas em prática e dos projetos andarem é bem maior. “O prefeito Beto Richa está com uma oportunidade de ouro em suas mãos. Se ele der o apoio e a estrutura para que o trabalho de prevenção possa ser feito da maneira necessária, conseguirá reduzir de verdade os índices de violência na nossa Curitiba”, diz Leprevost.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *