Ney insiste na instalação de câmeras em maternidades para prevenir raptos de bebês

O deputado estadual Ney Leprevost está questionando o veto que foi dado pelo governo do Estado essa semana a seu projeto que estabelece a implantação do sistema de monitoramento por câmeras no setor de maternidade e atendimento neonatal em todos os hospitais do Paraná. A alegação para o veto foi de que não existe interesse público nesse projeto de lei, afirma Ney.

O parlamentar ressalta que a justificativa não cabe, já que vêm acontecendo constantes problemas com raptos e maus tratos de recém-nascidos nos hospitais paranaenses, e seu projeto poderia coibir casos como estes. Essa semana mesmo um bebê recém-nascido foi raptado em um hospital de Telêmaco Borba. Certamente, se existissem câmeras de monitoramento nos hospitais, esse caso poderia ter se resolvido rapidamente ou talvez nem acontecesse. A falta de interesse para a implantação desse projeto, certamente não é da parte da população, explica o deputado.

Espero que a Assembléia Legslativa conserte este equívoco do Governo e derrube o veto nos próximos dias, afirma Ney.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *