Possível vitória de Lugo no Paraguai pode custar caro ao consumidor brasileiro, afirm Leprevost

O deputado estadual Ney Leprevost fez um alerta nesta segunda-feira (14) para os prejuízos que o Brasil pode vir a ter se for confirmada a vitória do candidato à presidência do Paraguai Fernando Lugo, que é apoiado pelo governador do Paraná, Roberto Requião.

A preocupação do parlamentar é embasada em uma das promessas de campanha do candidato paraguaio que, se eleito, pretende romper tratado estabelecido entre o Brasil e o Paraguai sobre a energia de Itaipu. O tratado, que foi acertado em 1973 e só vencerá em 2023, institui que cada um dos países tem direito a 50% da energia produzida pela usina. Porém, como a economia paraguaia só absorve 10% do que lhe é direito, vende o restante obrigatoriamente para o Brasil por um preço determinado. A principal bandeira de Lugo é que, se eleito, ele irá aumentar em oito vezes o valor desta energia vendida ao Brasil. E aí quem vai pagar a conta? Como sempre o consumidor brasileiro, responde o próprio Leprevost.

Em seu pronunciamento, o parlamentar ainda alertou que o custo da energia no Brasil, já é o 8º entre 30 países pesquisados, segundo dados da Revista Veja. O preço que estamos pagando está no mesmo patamar pago por países desenvolvidos. Imagine se ainda tivermos que arcar com o custo oito vezes maior da energia vendida pelo Paraguai?, declarou o deputado.

O deputado ainda lembra que caso o preço da energia vendida pelo Paraguai ao Brasil realmente aumentar, quem irá custear isso será o consumidor brasileiro. As donas de casa, o trabalhador, os pais de família. São essas as pessoas que irão arcar com este aumento proposto pelo candidato Lugo. O prejuízo será no bolso dos cidadãos de todo o Brasil, finalizou Ney.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *