Ney Leprevost recebe mais reclamações sobre a Saúde em Curitiba e faz cobrança enfática ao Prefeito

O deputado Ney Leprevost, líder da Frente Estadual da Saúde e Cidadania, voltou a cobrar providencias urgentes da Prefeitura de Curitiba, em relação à falta de médicos, remédios e segurança nas unidades de Saúde da capital.

Na semana passada o parlamentar encaminhou documentos ao prefeito para cobrar atitudes sobre os problemas de duas unidades de saúde do bairro Sítio Cercado, onde dezenas de pessoas relataram ficar sem consultas e sem medicamentos todos os dias. O atendimento nas duas unidades de saúde caiu de 60 para 25 por dia. E ainda foram relatados casos de assaltos contra as pessoas que esperam na fila pelo atendimento.

Após noticiar a cobrança, centenas de pessoas encaminharam através do facebook reclamações ao parlamentar sobre outras unidades de saúde. Em Curitiba, as filas começam de madrugada, e a falta de medicamentos, insumos e de médicos para atender o público já se tornou gravíssima .

A reclamação de Luciani Agottani da Silva, é a falta de medicamentos. “Na semana passada eu fui até o 24 horas e tive que comprar todos os remédios “, afirmou.

Segundo a internauta Carla Santos , no Pinheirinho, na unidade Ipiranga, ela já viu gente desistir de conseguir consulta algumas vezes. “Ficam várias pessoas na fila, mas só atendem 10. Antes tinham mais médicos. Agora só tem um”, diz ela, reclamando que também não consegue todos os remédios.

Segundo denúncia da internauta Luciane Sevilha, na unidade de saúde Trindade 1, ela não está conseguindo um terço dos medicamentos de uso contínuo que precisa.

Na unidade de saúde da Cidade Industrial, a Atenas, a situação não é diferente. De acordo com Silvana Dembiski “fazem 8 meses que estou esperendo uma consulta especializada, fico sentindo dores e sem previsão de atendimento”, reclama.

Durante a campanha eleitoral, o então candidato Rafael Greca prometia colocar a saúde “em ordem” . Mas até agora a situação só piorou.

Em defesa da sociedade, o deputado Ney Leprevost encaminhou diversos ofícios cobrando providências da Prefeitura de Curitiba nas unidades de saúde dos bairros Atuba, Bairro Alto, Capão Raso, Campo Comprido, Cajurú, Cic, Cidade Industrial, Pinheirinho, Novo Mundo, Fazendinha, Seminário e Sítio Cercado.

“A situação é extremamente preocupante. Saúde tem que ser prioridade. Não iremos nos cansar de cobrar providências da Prefeitura para melhorar o atendimento ao cidadão “, afirmou Ney Leprevost.

(Via Assessoria de Imprensa – Rodrigo França)

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *