Ney Leprevost cobra esclarecimentos do Governo do Estado sobre vacina da dengue (Via #EquipeNL)

O deputado Ney Leprevost, líder da Frente Estadual da Saúde e Cidadania, está cobrando do Governo do Estado, esclarecimentos sobre a aquisição e utilização da vacina Dengvaxia®️, fabricada pela empresa francesa Sanofi, importada pelo governo do Paraná para a campanha de combate à dengue.

O Governo do Paraná gastou R$ 90 milhões importando a vacina. Foi o único estado do país a usa-la. A Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), há tempos vêm alertando sobre a ineficácia e impropriedade da utilização da vacina contra a dengue fabricada pela Sanofi.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), recomendou que a vacina não seja tomada por quem nunca teve a doença uma vez que a imunização pela Dengvaxia®️ é considerada segura apenas para aquelas pessoas que já foram infectados pelo vírus da dengue.

O parlamentar questiona sobre quais evidências as autoridades paranaenses se basearam para iniciar uma vacinação em massa de um produto cuja utilização não foi recomendada pelo Ministério da Saúde por falta de provas técnicas que sustentassem a sua utilização nessa condição?

Quais medidas o governo do Paraná e o gestor federal do SUS pretendem adotar uma vez que a vacina já está sendo aplicada?

Tendo a Anvisa recomendado a não-vacinação de indivíduos sem anticorpos circulantes, quais medidas serão tomadas pelas autoridades paranaenses e qual a atitude da Anvisa no sentido de fazer cumprir a sua recomendação?

E ainda, quais as medidas tomadas pelo Ministério da Saúde no sentido de desenvolver pesquisas capazes de esclarecer as lacunas de conhecimento sobre a vacina Dengvaxia®️ e tomar decisões sobre a sua utilização em campanhas de massa?

(Via Assessoria de Imprensa – Rodrigo França)

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *