Ney Leprevost estuda propor criminalização de donos de institutos que fraudarem pesquisas eleitorais (Via #EquipeNL)

O deputado estadual Ney Leprevost, eleito deputado federal pelo Estado do Paraná com 92.399 votos, pretende endurecer a punição para os donos de institutos que divulgarem pesquisas comprovadamente fraudulentas. “Assim que chegar em Brasília, vou estudar a viabilidade de apresentar um projeto de lei criminalizando donos de institutos que fraudarem pesquisas eleitorais. Até onde sei, hoje existe apenas uma resolução do TSE sobre o assunto”, postou em seu twitter Leprevost.

Segundo resolução do TSE, as pesquisas devem ser cadastradas no tribunal eleitoral ao qual compete fazer o registro dos candidatos, com no mínimo cinco dias de antecedência da divulgação.

No registro devem constar as seguintes informações: quem contratou a pesquisa, valor e origem dos recursos gastos, metodologia e período de realização, plano amostral e ponderação quanto a sexo, idade, grau de instrução, nível econômico e área física de realização do trabalho a ser executado, intervalo de confiança e margem de erro, com a indicação da fonte pública dos dados utilizados, sistema interno de controle e verificação, conferência e fiscalização da coleta de dados e do trabalho de campo, questionário completo aplicado ou a ser aplicado, nome de quem pagou pela realização do trabalho e cópia da respectiva nota fiscal, entre outras informações.

(Via Assessoria de Imprensa – Rodrigo França)

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *