Ney Leprevost e os 140 anos da imigração italiana de Santa Felicidade (Via #EquipeNL)

O deputado Ney Leprevost, lembrando um pouco da história, cita que a importância do bairro Santa Felicidade, um dos mais tradicionais de Curitiba, deve-se a dedicação e ao trabalho dos imigrantes italianos, que se estruturaram rapidamente e, em pouco tempo, já habitavam a região produzindo queijos, vinhos, hortigranjeiros e objetos em vime.

“Enquanto esperavam a primeira colheita, no século 19, os imigrantes, que vieram das regiões de Veneto e Trento, no norte da Itália, se estabeleceram numa região que atualmente corresponderia aos bairros Cascatinha, Santa Felicidade, Butiatuvinha, São João e Lamenha Pequena, formando assim a Colônia de Santa Felicidade”, enfatiza Ney.

A herança da imigração italiana está na arquitetura neoclássica, colonial, visível nos casarões preservados, na gastronomia, com restaurantes típicos, nas pequenas fábricas de vinho e na venda de artesanato.

Para comemorar a importância e reconhecimento dos imigrantes italianos será realizada entre os dias 23 a 25 de novembro, na avenida Manoel Ribas, a mais popular de Santa Felicidade, a festa dos 140 anos da imigração italiana no bairro.

O evento contará com shows musicais, apresentações de grupos folclóricos de diversas etnias, missas, atividades culturais, venda de artesanato e pratos típicos da culinária italiana como: a tradicional porção de frango com polenta, além, é claro, de queijos, salames, vinhos artesanais, sucos, sanduíches, tortas, cafés e bolos.

Ney, que é presidente da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa e morador do bairro, afirma que o evento vai atrair mais turistas para um dos lugares mais visitados da Capital, divulgando assim, o patrimônio cultural de todos os paranaenses.

O parlamentar, que sempre está presente nos eventos do bairro, é autor da proposta para criar a “Região Turística de Santa Felicidade”. A iniciativa visa proporcionar maior divulgação dos eventos e dos atrativos gastronômicos para atrair investimentos, gerar emprego e renda, além de preservar a cultura histórica da região.

É dele também a lei que incluiu a “Festa do Frango, da Polenta e do Vinho” no calendário oficial de eventos turísticos e gastronômicos do Estado do Paraná, o que proporciona maior visibilidade da festividade.

O evento será realizado na avenida Manoel Ribas entre a Igreja Matriz de São José e a rua Madre Clélia Merloni e ficará fechado para a passagem de carros.

(Via Assessoria de imprensa – Pedro Mariucci Neto).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *