Ney Leprevost enxuga estrutura e elege criança como a prioridade de sua gestão

Novo secretário da Justiça, Família e Trabalho do Paraná também implanta áreas inéditas voltadas à inovação e ao combate à corrupção. Nova estrutura reúne as antigas Seju e Seds

O novo secretário da Justiça, Família e Trabalho do Paraná (Sejuf), Ney Leprevost, será empossado oficialmente apenas em fevereiro, mas já está trabalhando para construir uma estrutura bem mais enxuta – fruto dos cortes nos gastos supérfluos e excessivos e da reestruturação orientada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior e iniciada na transição governamental, em dezembro. “Com a fusão de secretarias, cortaremos todos os excessos e otimizamos processos, gerando grande economia. Queremos eficácia”, salienta Ney.

A nova pasta é fruto da fusão das secretarias da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos (Seju) e Família e Desenvolvimento Social (Seds). A cerimônia de posse será realizada apenas em fevereiro porque Leprevost foi eleito deputado federal nas últimas eleições, e por isso é preciso antes se licenciar do cargo em Brasília para poder ser empossado no Governo do Estado.

Mas os trabalhos começaram há bastante tempo, muito antes da posse. “Desde dezembro estamos montando a equipe e trabalhando na remodelação estrutural do órgão, também buscando no mercado os melhores profissionais para assumirem postos-chave na estrutura. Seremos a primeira Secretaria na história do Paraná a ter uma área focada em inovação e também seremos pioneiros em compliance e combate à corrupção. Teremos um Departamento de Justiça que, temos certeza, será modelo para todo o país. Ampliaremos e qualificaremos os programas de distribuição de renda e de ação social. Sabemos que é uma missão árdua, mas temos uma equipe competente e que está disposta a dar o máximo para atingir os objetivos propostos”, ressalta Ney.

Mesmo sendo uma secretaria que envolve diversas áreas e projetos, o novo secretário já definiu qual será a grande prioridade da pasta nos próximos anos: a infância. “Queremos marcar a gestão pelo cuidado com a infância e pela defesa das crianças paranaenses”, garante.

Reestruturação – A nova pasta reúne duas estruturas do governo anterior: as secretarias da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos e da Família e Desenvolvimento Social.

A área de desenvolvimento social tem importância fundamental no atendimento a famílias em situação de vulnerabilidade. “Vamos acelerar e aprimorar os programas de combate à pobreza no Paraná. Hoje atendemos 35 mil famílias em 156 municípios, e nosso ideal é melhorar as condições delas de forma mais célere para podemos atender mais rapidamente a outras famílias que estão hoje na mesma situação”, explica Ney.

Em relação ao Trabalho, a intenção é ser um agente para a redução do desemprego, utilizando inclusive a tecnologia. Queremos tirar trabalhadores paranaenses da informalidade e, no caso dos prestadores de serviço, ser uma ponte com os consumidores finais, aumentando a demanda e, consequentemente, a renda”, finaliza.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *