Ratinho Junior e Ney Leprevost repassam R$ 3,8 milhões ao Pequeno Cotolengo (Via #EquipeSejuf)

Uma das organizações da sociedade civil mais atuantes do Paraná, o Pequeno Cotolengo acaba de ganhar um grande fôlego para exercer suas atividades. O governador Carlos Massa Ratinho Junior e o secretário da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), Ney Leprevost, assinaram nesta quarta-feira (27) o segundo termo aditivo de convênio com a instituição, com repasses previstos de R$ 3,8 milhões para o programa “Acolher para Proteger”.

A assinatura antecipa o repasse, ampliando o atendimento contínuo em regime e acolhimento institucional a 127 pessoas com deficiências físicas e mentais de risco ou abandono.

Para o diretor-presidente do Pequeno Cotolengo, padre Renaldo Amauri Lopes, o poder público dá um exemplo ao antecipar esse repasse para ampliar e oferecer melhor qualidade de vida as pessoas que mais precisam. “Esse recurso servirá para a manutenção da Instituição, desde o pagamento de funcionários até a alimentação. Fazer, enfim, com que a estrutura continue caminhando firme e forte. E recurso que não podemos viver sem, e é muito bom quando temos a surpresa agradável dele vir de forma antecipada, então só podemos agradecer por este apoio do Governo do Paraná”, destacou.

O governador destacou a importância do trabalho desenvolvido pela instituição. “É uma pena que não tenhamos uns mil ‘Pequenos Cotolengos’ espalhados pelo Brasil. Todos nós temos que reverenciar esse trabalho que vocês fazem. É um trabalho que muitas vezes o poder público não tem capacidade de fazer. Todas as pessoas que trabalham no Cotolengo são como Anjos de Deus que estão aqui nos ajudando”, disse.

A possibilidade de auxiliar as organizações e, consequentemente, a população mais vulnerável, também foi celebrada pelo secretário Ney Leprevost. “Especialmente o Pequeno Cotolengo, local que frequento há muito tempo. Esse convênio está sendo assinado hoje de forma antecipada graças à insistência do governador de que fosse viabilizado de forma rápida. E foi graças a essa diretriz do governador, insistindo e colocando sua equipe para nos ajudar, é que conseguimos vencer a burocracia e anunciar hoje esse repasse de quase quatro milhões de reais para o Pequeno Cotolengo do Paraná. Agradeço pela oportunidade de ajudar as pessoas que mais precisam”, ressaltou o secretário.

Os recursos repassados ao Pequeno Cotolengo são provenientes do Tesouro Estadual.

A instituição – Fundado por São Luis Orione na Itália, o Pequeno Cotolengo chegou em Curitiba em 1965. A fé e a caridade de religiosos e a dedicação da comunidade foram o impulso inicial para construção de um lar para crianças e pessoas com deficiência, muitos em situação de abandono.

Atualmente o Pequeno Cotolengo acolhe pessoas com deficiências múltiplas (físicas e intelectuais) de todas as idades e de qualquer região do estado do Paraná, que foram abandonadas por suas famílias, sofreram maus tratos ou viviam em situação de risco. São cerca de 200 moradores que recebem na instituição acolhimento, educação e saúde, tudo feito com muito carinho para oferecer qualidade de vida a cada um deles.

Todo o atendimento realizado pelo Pequeno Cotolengo é gratuito para os moradores, e a instituição se mantém com o apoio de empresas e de toda a sociedade. Os prêmios recebidos pela instituição, entre eles o Selo Portal da Transparência e dois Selos ODM (Objetivos do Milênio) concedido pela ONU, certificam que o trabalho prestado está sendo feito com seriedade e construído com o apoio de toda a sociedade. O resultado desses mais de 50 anos de trabalho está refletido no sorriso dos moradores.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *