Sejuf lança campanha sobre direitos e garantias da pessoa idosa

Série #direitosdoidoso explica nas redes sociais da Secretaria quais são as garantias e prerrogativas especiais para pessoas com 60 anos ou mais

O Brasil tem 23,5 milhões de habitantes com mais de 60 anos, segundo o censo de 2010, e o Paraná segue o mesmo padrão acelerado de envelhecimento populacional. Segundo estatísticas do IPARDES, a população idosa do estado deverá ser de quase 20% até 2040.

Esse processo de envelhecimento conduz a sociedade ao fortalecimento das políticas públicas de proteção e promoção dos direitos da pessoa idosa. O Sistema de Garantia dos Direitos da Pessoa Idosa é amparado por diversos documentos legais e planos de ação.

O Estatuto do Idoso (Lei 10.741/2003) é um instrumento fundamental nesse sentido. Mas algumas garantias e direitos fundamentais ainda são pouco conhecidas dos cidadãos – tanto os diretamente beneficiados quanto aqueles que devem trabalhar pelo cumprimento da lei.

Por isso, a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), por meio do Departamento da Criança, Adolescente e Idoso, criou a campanha #direitosdoidoso, que explica de forma lúdica, por meio de redes sociais como o facebook e o instagram, alguns desses direitos.

“O governador Ratinho Junior tem uma preocupação especial com o envelhecimento da população e principalmente com o atendimento das pessoas nessa faixa de idade. E esta é uma prioridade da Sejuf, junto com o atendimento às políticas de proteção à infância”, explica o secretário Ney Leprevost.

O Coordenador da Política da Pessoa Idosa da Sejuf, Matheus Mokdese, lembra que é importante divulgar e conscientizar sobre os direitos da pessoa idosa, e também divulgar canais de denúncias para os casos de desrespeito a esses direitos. “É necessário informar não apenas aos idosos, mas também aos filhos, netos e pessoas da família que cuidem deles. Também é muito importante divulgar o Disque Idoso, serviço telefônico com alcance em todo o território paranaense para informações, orientações, denúncias e sugestões : 0800 410001”, finaliza.

(Via assessoria de imprensa)

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *