Cursos promovem qualificação profissional dos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas no Paraná

Durante o período de férias escolares, no mês de janeiro, os adolescentes que cumprem medidas socioeducativa no Paraná estão tendo a oportunidade de participar dos cursos de qualificação profissional do Centro de Integração Empresa Escola (Ciee-PR). O projeto, criado na gestão do governador Carlos Massa Ratinho Júnior por meio de parceria entre a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho e o Ciee, oferta cursos gratuitos para a qualificação em 19 unidades socioeducação de internação e internação provisória.

“Os cursos visam despertar nos adolescentes o interesse pelo mundo do trabalho e envolvem temáticas como a elaboração de um currículo, autoconhecimento, dicas para entrevistas, trabalho em equipe e ética nas redes sociais”, explica o secretário Ney Leprevost.

Segundo o diretor do Departamento de Atendimento Socioeducativo da Sejuf, David Antônio Pancotti, “os cursos entram no contexto da medida socioeducativa, ao desenvolver atividades e ações que fomentem a interação e a postura coletiva com pessoas, comunidade, famílias, na escola, no trabalho. Aproveitamos este período de férias letivas para continuar estimulando, por meio desses cursos, as situações que vão moldando o adolescente que ali se encontra”.

Estão sendo realizados 16 cursos nos Censes: Dicas para Entrevista, A Arte do Bem Falar, Administração do Tempo – Uma Estratégia de Sucesso, As Empresas na Era da Informação, Autoconhecimento, Autoestima – Motivação, Desenvolvimento do Potencial Criativo, Inteligências Múltiplas no Sucesso Pessoal e Profissional, Jogos, Dinâmicas e Vivências Grupais, Marketing Digital e a Internet, Práticas para Seleção de Profissionais, Qualidade no Atendimento ao Público, Trabalho em Equipe, Eficiência Profissional, Telemarketing e Ética nas Redes Sociais.

Impressões- Os adolescentes do Cense Londrina I acreditam na importância do curso. “Foi muito bom, aprendi coisas que na rua jamais procuraria saber”, disse L.R, 17 anos. “Estamos evoluindo e aprendendo cada vez mais”, ressaltou o adolescente M.L, 17. Já sobre a interação com os professores, o educando R.K, também de 17 anos, relatou que o mais importante nas aula “foram as conversas com o profissional e todo o aprendizado”.

De acordo com o diretor do Centro de Socioeducação Londrina I, Amarildo de Paula Pereira, o trabalho desenvolvido foi de grande importância para a equipe da unidade. “Pudemos observar uma interação entre os meninos e professores do Ciee, cujo ambiente do curso foi de respeito e participação, além do clima de tranquilidade que a regularidade de atividades promove durante as férias”, observou.

A diretora da Unidade Joana Richa (unidade feminina em Curitiba), Lidyana Soares, explica que “parcerias como essa em período de férias escolares, quando as atividades diminuem, são bem importantes para dar continuidade ao trabalho de cumprimento da medida socioeducativa. Isso dá sequência à rotina da unidade e desperta o interesse das adolescentes nessas temáticas envolvendo área do trabalho”.

Para a adolescente do Cense Joana Richa, M.L.P.S, 15 anos, os cursos foram aproveitados aos máximo. “Acredito que vão fazer total diferença na minha vida futuramente, pois recebi dicas de como se portar em uma entrevista de emprego, como construir um bom currículo, e isso me despertou muito interesse para conseguir recomeçar lá fora”.

Ao termino das atividades, no final de janeiro, os adolescentes receberão certificação referente aos cursos realizados.

(Via #Equipe) #RatinhoJunior #NeyLeprevost

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *