Secretaria de Justiça, Família e Trabalho vai distribuir pulseirinhas para identificar crianças no carnaval

“No Paraná, a folia é para todos. Mas com respeito!”. Este é o tema da campanha que está sendo lançada pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho para conscientizar sobre a importância de um Carnaval inclusivo e mais protegido para crianças, adolescentes, mulheres, pessoas com deficiência e idosos. “A operação Carnaval Protegido vai contar com apoio da Força-Tarefa Infância Segura, em parceria com a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Polícia Científica e Conselho Tutelar”, explica o secretário Ney Leprevost.

Serão distribuídas pulseiras plásticas para identificação das crianças. E, para ajudar a população a identificar e denunciar situações de negligência, abuso, abandono, discriminação e violência, serão distribuídos cartazes e folhetos explicativos de como auxiliar as vítimas a procurar apoio, acionando o telefone Disque Denúncia 181, do governo Ratinho Junior. Os materiais serão divulgados também pelas redes sociais. “A população será alertada, por exemplo, que a venda ou o fornecimento de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos é crime, com pena de detenção de 2 a 4 anos”, informa o delegado federal, chefe do Departamento de Justiça e coordenador da Força-Tarefa Infância Segura, Felipe Hayashi.

A campanha ressalta, ainda, que importunação sexual é crime com pena de 1 a 5 anos de prisão. E lembra que idosos precisam de cuidados mesmo durante o carnaval. “O abandono, apropriação de bens, violência física ou psicológica são crimes com pena de seis meses a 3 anos de prisão”, lembra Hayashi.

Curitiba – As ações da Força-Tarefa Infância Segura em Curitiba vão se concentrar em eventos de sábado (22/02) e domingo (23/02) na área central da cidade. No sábado, a operação estará presente no 1º Carnaval Nerd, Geek e Cosplay, a partir das 13h30, com concentração na praça Santos Andrade, no baile infantil na rua Marechal Deodoro, às 15 horas, e, a partir das 17h30min, no desfile de blocos carnavalescos e escolas de samba, também na Marechal. “Vamos estar baseados próximos à Travessa da Lapa, apoiando o Tribunal de Justiça na fiscalização de crianças que desfilam e que, por exigência da lei, precisam apresentar alvará de liberação”, explicou Hayashi.

No domingo, a operação Carnaval Seguro estará na marcha Zombie Walk, a partir das 13 horas na na Boca Maldita, até as 18 horas com a festa na Santos Andrade. E, à noite, na rua Marechal Deodoro, que será palco de desfiles de blocos e escolas de samba.

Litoral- A Secretaria de Justiça, Família e Trabalho estará promovendo ações de conscientização também no litoral paranaense. A primeira será na Ilha do Mel, nesta quinta-feira (20/02), com distribuição de folhetos, cartazes e pulseiras para identificação de crianças, para evitar que se percam de pais e responsáveis. Na sexta-feira (21), a partir das 9 horas, a operação estará concentrada nos balneários de Pontal do Sul, Shangri-lá, Ipanema, Santa Etienne e Praia de Leste. E no sábado (22), em Guaratuba e Matinhos, finalizando a ação na Matimbanda.

( Via #Equipe ) #RatinhoJunior #NeyLeprevost

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *