Cento e oito municípios já aderiram ao programa Amigo da Pessoa Idosa com apoio da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho do Paraná

Cento e oito municípios paranaenses já aderiram ao programa Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa (Ebapi), criado para promover a integração de políticas públicas para que comunidades e cidades se tornem amigas das pessoas com mais de 60 anos. No Estado, a Secretaria de Justiça, Família e Trabalho, através do Departamento da Pessoa Idosa, presta assessoria técnica às cidades que desejam implantar a iniciativa, que é do Ministério do Desenvolvimento Social.

“Convidamos os municípios paranaenses a aderirem à proposta, que tem como objetivo proporcionar à população um envelhecimento ativo, saudável, cidadão e sustentável”, explicou o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, complementando que está é uma das prioridades do Governo Ratinho Junior.

O trabalho da Secretaria de Justiça consiste em assessorar os municípios para que efetivem os 5 selos propostos, sendo eles: Adesão, Plano, Bronze, Prata e Ouro. Entre os municípios, 108 têm o selo de Adesão, 84 estão em processo para o selo Plano e 1 já é selo Bronze. No estado, Pato Branco é considerada a primeira cidade amiga do Idoso e a 3ª do Brasil, certificada pelo Governo Federal e pela OMS.

Este programa é baseado no “Guia Global: Cidade Amiga do Idoso” e “Guia Global das Cidades Amigas das Pessoas Idosas”, estudos estes realizados pela Organização Mundial da Saúde. A avaliação é feita através de 8 dimensões propostas pela OMS, que são elas: Ambiente físico; Transporte e Mobilidade Urbana; Moradia; Participação; Respeito e Inclusão Social; Comunicação e Informação; Oportunidades de Aprendizagem; Saúde, Apoio e Cuidado. No Brasil uma proposta a mais foi inserida, a “Escolhas Locais”, totalizando 9 ações.

COMO PARTICIPAR – A adesão ao Ebapi pode ser feita no site do Ministério do Desenvolvimento Social: http://sisbapi.paas.cidadania.gov.br/

O termo de adesão deverá contar com a participação de todos os setores do município, incluindo assistência social, saúde, habitação, planejamento urbano e transporte, entre outros. O protagonismo da população idosa também é indispensável, representada pelo Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa.

Confira os municípios paranaenses que já estão integrados ao programa:

Apucarana
Arapongas
Bom Sucesso
Marilândia do Sul
Marumbi
Altamira do Paraná
Boa Esperança
Corumbataí do Sul
Fênix
Goioerê
Rancho Alegre do Oeste
Cascavel
Céu Azul
Lindoeste
Santa Tereza do Oeste
Rondon
São Tomé
Itambaracá
Nova América da Colina
Nova Santa Bárbara
Ribeirão do Pinhal
Santo Antonio do Paraíso
São Jerônimo da Serra
Sertaneja
Araucária
Colombo
Contenda
Itaperuçu
Quatro Barras
Rio Branco do Sul
São José dos Pinhais
Tijucas do Sul
Ampére
Barracão
Bela Vista da Caroba
Boa Esperança do Iguaçu
Bom Jesus do Sul
Capanema
Dois Vizinhos
Flor da Serra do Sul
Francisco Beltrão
Manfrinópolis
Nova Esperança do Sudoeste
Pérola do Oeste
Pranchita
Realeza
Renascença
Salgado Filho
Santa Izabel do Oeste
Santo Antonio do Sudoeste
Verê
Cantagalo
Goioxim
Guarapuava
Laranjal
Palmital
Pinhão
Pitanga
Prudentópolis
Turvo
Fernandes Pinheiro
Imbituva
Irati
Rio Azul
Teixeira Soares
Faxinal
Ivaiporã
Jardim Alegre
São João do Ivaí
Quedas do Iguaçu
Rio Bonito do Iguaçu
Guaraci
Londrina
Flórida
Mandaguari
Maringá
Munhoz de Mello
Nova Esperança
Paiçandu
Santa Fé
Santa Inês
Diamante do Norte
Nova Londrina
Paranacity
São Pedro do Paraná
Terra Rica
Bom Sucesso do Sul
Chopinzinho
Clevelândia
Coronel Vivida
Honório Serpa
Itapejara do Oeste
Mangueirinha
Mariópolis
Palmas
Pato Branco
São João
Saudade do Iguaçu
Sulina
Imbaú
Ipiranga
Guaira
Palotina
Terra Roxa
Pérola
Paulo Frontin
Porto Vitória
São Mateus do Sul

(Via Assessoria de Imprensa – Tamara Dalcanale).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *