Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial do Paraná elege novos membros da sociedade civil organizada

O Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial do Paraná (CONSEPIR), vinculado à Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), elegeu nesta quarta-feira (17), por assembleia virtual, os novos membros representantes das Organizações da Sociedade Civil. Foram preenchidas 14 cadeiras no conselho, para o biênio 2021 a 2023. A eleição virtual foi organizada pelo Departamento de Promoção e Defesa dos Direitos Fundamentais e Cidadania da Secretaria de Justiça.

De acordo com o secretário de Justiça, Ney Leprevost, os representantes da sociedade civil tem papel fundamental para fomentar o debate sobre questões da promoção da igualdade racial. “O racismo é uma chaga que presida ser extirpada da nossa sociedade e o conselho tem papel fundamental neste enfrentamento “, afirmou.

Composto por membros do governo e representantes de entidades da sociedade civil organizada o Consepir tem como papel principal deliberar, consultar e fiscalizar as ações governamentais que promovam a igualdade racial, redução das desigualdades sociais, econômicas, políticas e culturais, além de monitorar e fiscalizar políticas públicas voltadas para a população negra.

Confira abaixo os novos conselheiros:

– Federação das Associações de Moradores do Estado do Paraná (FAMOPAR);
– Instituto Internacional de Prevenção às Drogas (IIPIDROG);
– Instituto do Movimento de Estudo da Cultura Afro-Brasileira (IMECAB);
– Associação de Capoeira Zoeira Nagô Centro de Preservação Cultural Afro Brasileiro;
– Conselho Regional de Serviço Social (CRESS/PR);
– Conselho Regional de Psicologia (CRP/PR);
– Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná – NEABI Campus Colombo;
– Liga Brasileira de Capoeira (LBC);
– Associação da Comunidade Remanescentes Quilombolas Xavier de Arapoti;
– ÒdáráÀjé dos Òrisás do Culto Yorubá;
– Associação Terra Indígena Rio das Cobras;
– Associação Comunitária dos Ciganos de Condado (ASCOCIC);
– Associação Brasileira Cultural Educacional Assistencial Corisco Capoeira e Lutas Corporais;
– Conselho Mediúnico do Brasil – Federação Paranaense de Culto Afro Brasileiro (CEBRAS);

Suplentes:

– Associação Negritude de Promoção da Igualdade Racial (ANPIR);
– Associação Social de Apoio Integral aos Ciganos (ASAIC);
– Instituto Comunidade Afro-Brasileira (ICAB).

As Organizações da Sociedade Civil eleitas tem o prazo de 30 (trinta) dias a contar da data da Assembleia Virtual (17/02/2021) para indicar seus/suas representantes por meio de ofício direcionado ao Departamento de Promoção e Defesa dos Direitos Fundamentais e Cidadania (DEDIF), contendo nome completo, endereço, telefones e e-mail de contato do(a) titular e do(a) suplente, com cópia do RG ou RNE e cópia do CPF.

(Via Assessoria de Imprensa – Luiz G. Mazza Neto).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *