85% dos municípios enviam pacientes para atendimento em Curitiba

O deputado Ney Leprevost, presidente da Comissão de Saúde da Assembléia do Paraná, alerta para a necessidade de reforço dos centros regionais de atendimento médico, administrados pelos Conselhos Intermunicipais de Saúde.

O alerta se baseia na pesquisa que a Comissão de Saúde realizou junto a 81 secretários municipais e diretores da área de saúde de municípios paranaenses de diversas regiões, apurando que 85% dos municípios que responderam enviam pacientes para serem atendidos em Curitiba. É um dado alarmante. Esse mecanismo de administração conjunta da verba para saúde veio, justamente, para minimizar a demanda da saúde na capital. Vejo a necessidade do reforço dos centros regionais de saúde como uma medida urgente, avalia o parlamentar.

A PESQUISA: Por iniciativa de Ney Leprevost, a Comissão de Saúde enviou um questionário a cada um dos secretários/ diretores dos 399 municípios a fim de entender as carências e demandas das cidades. Destes, 81 já retornaram a pesquisa. São eles: Agudos do Sul, Foz do Iguaçu, Palotina, Alto Paraná, Francisco Beltrão, Paraiso do Norte, Antonina, Goioxim, Paula Freitas, Apucarana, Guairaçá, Pérola D'Oeste, Assai, Guaporema, Pinhais, Barra do Jacaré, Guaporema, Pitanga, Bituruna, Ibaiti, Porto Vitória, Bocaiúva do Sul, Ibiporã, Ramilândia, Bom Sucesso do Sul, Jaguariaíva,Rancho Alegre, Borrazópolis , Kaloré, Realeza, Califórnia, Laranjal, Ribeirão do Pinhal, Cambirá, Laranjeiras do Sul, Rio Bom, Campo Bonito, Leópolis, Sabáudia, Campo Magro,  Lidianópolis, Salgado Filho, Castro,  Lindoeste, Salto do Itararé, Céu Azul, Lunardelli, Santa Tereza do Oeste, Cidade Gaúcha, Lupionópolis, São Jorge D'Oeste, Congonhinhas, Mariluz, São José dos Pinhais, Cruz do Oeste, Maripá, São Pedro do Iguaçu, Cruzeiro do Iguaçu, Marmeleiro, São Tomé, Curitiba, Marquinho, Tapejara, Diamante do Sul, Matelândia, Terra Roxa, Douradina, Mercides, Tibagi, Doutor Camargo, Morretes, Tupãssi, Doutor Ulysses, Nova Esperança do Sudoeste, Turvo, Engenheiro Beltrão, Nova Santa Rosa, União da Vitória, Figueira, Nova Tebos e Vitorino.

De maneira geral, a avaliação dos municípios quanto à atuação da Secretaria Estadual de Saúde do Paraná é positiva.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × um =