Campanha “Doe sangue pelo seu time” começa mobilização neste sábado

Parceria entre a Comissão de Saúde da ALEP, Biobanco do HC e torcidas organizadas visam aumentar o estoque de sangue em Curitiba

 Acontece neste sábado (21), às 18h, na sede da torcida Os Fanáticos, próxima ao estádio Arena da Baixada, o lançamento oficial da campanha Doe Sangue pelo seu time; uma parceria entre a Comissão de Saúde da ALEP, presidida pelo deputado Ney Leprevost, o Biobanco do Hospital de Clínicas e as torcidas organizadas Os Fanáticos e Império Alviverde.

 Com o objetivo de suprir a demanda que os bancos de sangue apresentam, a campanha vai mobilizar os torcedores do Atlético e do Coritiba em prol desse nobre objetivo. Para o deputado Ney Leprevost, o movimento representa também um manifesto pela paz: Estamos muito felizes em contar com as duas grandes torcidas do Paraná nessa parceria que, com certeza, simboliza um pacto de paz e pela vida. Os bancos de sangue se encontram sempre em situação periclitante: no Hospital de Clínicas, atualmente, são feitas cerca de 30 doações por dia no Biobanco, o ideal seria receber no mínimo 80 doadores; daí a importância da parceria com as torcidas, que tem alto poder de mobilização”, avalia Leprevost.

 Para Gói Mello, presidente da comissão do Biobanco da Associação dos Amigos do H.C., o problema é que a maioria das pessoas só faz a doação quando conhece alguém que está precisando ou por solicitação de conhecidos. “Conforme a temperatura diminui e o número de viroses aumenta, o Banco de Sangue do Hospital de Clínicas da UFPR sente na pele as conseqüências. O número de doadores, que já está abaixo do esperado, se torna ainda menor”, afirma.

 Segundo informações do Banco de Sangue do HC, houve uma queda de 10% com relação ao mesmo período do ano passado, há necessidade de todos os tipos de sangue, sendo que os que estão em maior falta são os tipos A negativo e O negativo. Estima-se que 1,7% da população brasileira doe sangue eventualmente.

 Para atender à demanda de todos os grupos sanguíneos, o Biobanco precisaria manter uma média de 1200 doações por mês, mas a média mensal tem sido de 950 doadores, chegando a 750, nos piores momentos registrados.

A CAMPANHA: Os torcedores que foram acompanhar os jogos nos estádios de seus respectivos times terão acesso a um folder explicativo dos procedimentos de doação de sangue. Nas ocasiões, voluntárias estarão, juntamente com os líderes das torcidas, distribuindo os folhetos informativos nos três últimos jogos a serem disputados pelo Atlético e pelo Coritiba.

• Ação 1: Atlético X Cruzeiro, sábado (21), 19h30 Arena da Baixada
• Ação 2: Atlético X Botafogo, domingo (29), horário a confirmar Arena da Baixada
• Ação 3: Coritiba X Fluminense, domingo (06), horário a confirmar Couto Pereira

PERFIL DO DOADOR: Para ser um doador é necessário ter entre 18 e 65 anos. Não podem doar pessoas com antecedentes de hepatite B e C, doença cardíaca, antecedentes de Acidente Vascular Cerebral, comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis e ou doença infecciosa ativa. Caso o paciente esteja tomando alguma medicação, a sugestão é que ligue para o Banco de Sangue para saber se há contra-indicação.

 O procedimento para a doação de sangue é simples. Ao chegar no Banco de Sangue para uma primeira doação, portando documento de identificação com foto, a pessoa fará um cadastro. Logo em seguida, passará por um teste de anemia e de pressão arterial. Não tendo problemas nessas avaliações, o doador terá que responder um questionário, que contará com perguntas sobre a sua saúde atual e passada. A doação em si, dura em torno de cinco a dez minutos.

Serviço:
O Banco de Sangue do HC que funciona de segunda a sexta-feira das 7h30 às 18h, e sábado das 9h30 às 15h.
Rua Agostinho de Leão Jr, 108, esquina com General Carneiro (prédio central do HC).
Mais informações pelo fone: 3360-1875

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × quatro =