COMISSÃO DE ESPORTES DEBATE COM PROFESSORES DE ARTES MARCIAIS

O deputado Ney Leprevost, Presidente da Comissão de Esportes da Assembleia Legislativa, liderou nesta segunda-feira reunião com representantes de academias, entidades, federações e ligas esportivas ligadas às Artes Marciais.

Do encontro, surgiram duas importantes reivindicações do segmento: a regulamentação da profissão de professor de artes marciais e a exigência de exames atualizados de HIV e Hepatite C aos atletas participantes de competições.

Os ferimentos que eventualmente surgem durante as competições de Artes Marciais provocam grande volume de sangramento, o que expõe atletas, árbitros, técnicos e pessoal de apoio a um risco muito alto de contágio. Como órgão responsável pela saúde no Paraná, a Secretaria de Estado da Saúde receberá documento de Leprevost pedindo a fiscalização dos organizadores de eventos competitivos de Artes Marciais para que os exames de HIV e Hepatite C sejam apresentados como condição de participação.

Leprevost também se comprometeu a levar para a bancada federal, a reivindicação dos professores em ter a regulamentação da profissão.

O professor de artes marciais, que desempenha papel fundamental ao transmitir conceitos e valores milenares das lutas, ensinando que a preparação emocional é tão ou mais importante que a física, quer ter sua profissão regulamentada e poder se aposentar de um trabalho físico extenuante com os mesmos direitos de outras categorias de trabalhadores comenta Ney.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + dezoito =