LEI DE NEY LEPREVOST LEMBRA “DIA DA VALORIZAÇÃO DAS PESSOAS COM SÍNDROME DE DOWN NO PARANÁ

O deputado Ney Leprevost,Líder da Frente Estadual da Saúde e Cidadania,ao falar do Dia da Valorização das Pessoas com Síndrome de Down,comemorado desde o ano passado no Paraná em 21 de março a partir de lei de sua autoria, disse que precisamos ampliar a divulgação do diagnóstico, tratamento e recomendações de procedimentos, principalmente no meio familiar, quando uma criança nasce com síndrome de Down. 

Tomando por base informações de especialistas Leprevost salienta que as crianças com síndrome de Down precisam ser estimuladas desde o nascimento, para que sejam capazes de vencer as limitações que essa doença genética lhes impõe. Como têm necessidades específicas de saúde e aprendizagem, exigem assistência profissional multidisciplinar e atenção permanente dos pais. O objetivo deve ser sempre habilitá-las para o convívio e a participação social.

Comenta Leprevost que a notícia de que uma criança nasceu com síndrome de Down causa enorme impacto nos pais e na família.Todos precisam de tempo para aceitá-la do jeito que é, e adaptar-se às suas necessidades especiais. O ideal,segundo especialistas,é que essas crianças sejam matriculadas em escolas regulares,onde possam desenvolver suas potencialidades, respeitando os limites que a síndrome impõe, e interagir com os colegas e professores. Em certos casos, porém, o melhor é frequentar escolas especializadas, que lhes proporcionem outro tipo de acompanhamento. 

DIA INTERNACIONAL 

O Dia da Valorização das Pessoas com Síndrome de Down, instituído no Paraná, coincide com o Dia Internacional da Síndrome de Down, comemorado em 21 de março nos 21 países membros da ONU. A data escolhida de 21 de março, faz referência aos três cromossomos 21, que caracteriza geneticamente os portadores da Trissomia do 21, conhecida como Síndrome de Down.

Proposto pela Down Syndrome International, a data vem sendo comemorada desde 2006. Objetivo é valorizar as pessoas com esta síndrome e conscientizar a população sobre a importância da promoção dos direitos das pessoas portadoras de desfrutar uma vida plena e digna, alcançando cada vez mais a participação efetiva na sociedade em que vive.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − dez =