NEY LEPREVOST SUGERE PROGRAMA DE APOIO PARA TRANSPLANTE DE ÓRGÃOS

O Deputado Estadual Ney Leprevost, propôs ao Governo do Estado, por intermédio de um projeto de indicação legislativa, a implantação de um Programa de Apoio ao Transplante de Orgãos no Estado do Paraná.

Em sua justificativa, o deputado argumenta que  o  Brasil tem um programa de transplantes bem consolidado, porém o Paraná encontra-se em 9º lugar entre todos os estados brasileiros em número de doadores, mantendo um índice de 6,4 pmp (por milhão de população), enquanto a média nacional é de 7,2 pmp.  De acordo com a ABTO Associação Brasileira de Transplantes de Orgãos
             
No que diz respeito ao aumento do número de doadores, Ney Leprevost argumenta que o Programa deve prever campanhas informativas, sistemáticas, com objetivo de informar todos os segmentos da sociedade, incentivando a tornarem-se doadores de órgãos e a capacitação de profissionais para fazer abordagem da família da vítima a fim de concretizar a doação no difícil momento da perda de um ente querido. Também deve ser difundidas informações técnicas a respeito do diagnóstico de morte cerebral para afastar a insegurança daqueles que tem a intenção de doar.

CUIDADORES

Quanto ao transplante de órgãos de fato, Ney Leprevost salienta que é de conhecimento de todos que trata-se de um procedimento de alta complexidade, que envolve uma equipe multi-disciplinar altamente capacitada e especializada para dar o suporte necessário ao paciente.

-Porém este cuidado não termina no momento em que o paciente é liberado do hospital, muitos dependerão de tratamento especial por toda vida, e nem sempre tem a sua disposição a estrutura e pessoas capacitadas para os cuidados necessários a sua sobrevida pós transplante, enfatiza Ney. 

E prossegue: É muito importante que este Programa preocupe-se com a capacitação de cuidadores que serão os responsáveis pela continuidade do tratamento no local onde o paciente vive, já que a maioria dos pacientes submetidos a transplante dirigem-se a capital, onde geralmente estão os hospitais capazes de realizar estas cirurgias, e voltam as suas cidades necessitando de suporte, de cuidados especiais 24 horas ao dia, após a fase inicial de recuperação.

-A atenção a todas as etapas envolvidas no processo de transplante de órgãos visando a eficiência do procedimento é importante para o sucesso que tem seu maior objetivo a qualidade de vida, vida humana, finaliza o deputado.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − quinze =