Ney reúne assinaturas contra a banalização do aborto no Brasil

Deputado aproveitou movimentação de milhares de paranaenses na Festa da Luz de Curitiba para apoiamento da campanha em defesa do direito da vida
 

Os organizadores da primeira Festa da Luz de Curitiba avaliam o evento como um sucesso de público e atividades: estima-se que milhares de pessoas de Curitiba e Região Metropolitana tenham circulado no Largo da Ordem entre os dias 18 e 20 de setembro, quando se deu o acontecimento.

Durante todo o período da festa o deputado Ney Leprevost e sua equipe marcaram presença em uma barraca no evento, disponibilizando aos transeuntes acesso ao abaixo assinado contra a banalização do aborto. Atualmente, o aborto não é passível de punição penal em casos de estupro e risco de vida à mulher, até o terceiro mês de gestação. Leprevost defende que a lei permaneça desta maneira. A prática do aborto causa depressão e transtornos psíquicos a milhares de mulheres e famílias, ressalta Ney.

Leprevost, presidente da Comissão de Saúde e da Frente Parlamentar em Defesa do Direito à Vida, está recolhendo 10 mil assinaturas contra os diversos projetos que tramitam no Congresso Nacional que visam legalizar o aborto, por qualquer motivo, até o nono mês de gestação.

O deputado esclarece ainda que a idéia não é criminalizar ninguém, mas não banalizar a morte. Quero deixar claro minha profunda compaixão pelas mulheres que, por má orientação ou desespero, já fizeram aborto e minha admiração pelas que, mesmo em situações difíceis, tiveram a coragem de ter o filho, ressalta Ney.

A melhor maneira de evitar o aborto e a gravidez indesejada ainda são os métodos contraceptivos. O aborto não pode se tornar uma opção rotineira a que se recorre por conta de um descuido ou distração. Estamos falando de vidas e, quando este é o tema em discussão, não podemos ser inocentes, conclui o parlamentar.

Você também pode aderir à campanha! Acesse o link e participe: http://neyleprevost.com.br/assinaturas

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − 17 =