São Vicente é hexacampeã do carnaval em Paranaguá

Projeto Bom de Bola foi homenageado em uma das alas da campeã

 O Grêmio São Vicente, escola de samba de Paranaguá existe há apenas sete anos e já é hexacampeã do carnaval. Em 2010, os seus dois mil membros levaram o título com o enredo Curitiba: uma capital sem igual O orgulho do nosso Paraná.

 Estima-se que 15 mil pessoas passaram por Paranaguá durante as seis horas de festejos e, enfim, puderam ver a escola vencedora do grupo especial.

 Mesmo com a chuva não desanimou os foliões atentos ao desfile das escolas de samba do grupo especial de Paranaguá. Mas não foi capaz de esfriar a expectativa de ver a quinta e última escola da noite, São Vicente, finalmente entrar em cena na Avenida Arthur de Abreu, aos gritos de vencedora. E não deu outra. A apuração dos votos dos jurados feita no início da tarde desta segunda aclamou o Grêmio Recreativo São Vicente como escola hexacampeã do carnaval de Paranaguá.

 E, como não poderia ser diferente, para falar de Curitiba é preciso falar de seus três grandes times de futebol: Atlético Paranaense, Coritiba e Paraná. Esse é o tema de uma das alas da escola, que também vai fazer uma bela homenagem ao projeto esportivo e social Bom de Bola Parati que, no ano passado, mobilizou seis mil crianças de todo estado.

  A homenagem também se estendeu ao deputado Ney Leprevost, um dos responsáveis pela ancoragem do Bom de Bola no Paraná, em 99. Para o presidente da escola, Nilo Monteiro, o deputado tem feito um belo trabalho em prol da cultura e do esporte no Paraná: Agradecemos ao deputado pelos seus esforços em estimular o esporte de todo o Paraná e a produção local de cultura, que se manifesta nessa grande festa de carnaval. O Grêmio São Vicente foi fundado há sete e já tem quase 800 integrantes. É muito bom sabermos que podemos contar com o deputado, diz.

 Para o presidente de honra da escola, vereador Antonio Ricardo Santos, o projeto Bom de Bola é um grande avanço social e merece todo destaque que puder receber: Eu vejo o Bom de Bola como um grande avanço social, que envolve crianças de toda a região, uma grande integração de pessoas, além de ser um celeiro de talentos. É um porjeto social, educativo, educacional e esportivo da Comissão de Saúde presidida pelo deputado Ney Leprevost e do Instituto Parati, afirma.

 Santos também comentou a atuação de Leprevost como deputado:O Ney é um grande guerreiro no dia a dia dos afazeres políticos; não mede esforços para trabalhar, não só pela capital, Região Metropolitana ou litoral, mas pela população paranasense. É um dos deputados mais atuantes da Assembleia. Parabéns pela iniciativa, concluiu.

SOBRE O BOM DE BOLA PARATI: A expectativa para a edição 2010 do programa é aumentar ainda mais a participação: em 2009 foram incorporados representantes dos Campos Gerais, Centro Sul e Norte Pioneiro, além de Curitiba e Região Metropolitana e do Litoral do Estado. Ao todo, foram 69 municípios do Estado participando do torneio. Agora o projeto volta a contar com a participação de equipes de escolas, e não mais de seleções em cada município.
 
 No Paraná, o Bom de Bola Parati é uma parceria da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, presidida pelo Deputado Ney Leprevost que já estava envolvido com o projeto em 99, com o Instituto Parati quando ele foi instalado no estado. Na época, o deputado ocupava a cadeira de secretário do Esporte e do Turismo do Paraná e ajudou a Parati a ancorar o programa no estado: O Bom de Bola é um dos grandes projetos de cunho esportivo-social desenvolvidos pela iniciativa privada. Tenho orgulho de ter participado dele desde o início, disse.

 Em 2009, o Bom de Bola Parati chegou ao final depois de sete meses de competição. Foram mais de 200 jogos e de 600 gols. O projeto envolveu 60 municípios e mais de 100 escolas, num total de cerca de 4 mil meninos e meninas.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × dois =