Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência registra aumento nas ocorrências durante os três primeiros meses de 2021

O Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência (CRAM), vinculado ao Departamento de Garantias dos Direitos da Mulher da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho, registrou no primeiro trimestre de 2021 um aumento de quase 50% de ocorrências se comparado ao ano anterior. Esse ano, já foram gerados 192 atendimentos de caráter psicológico, social e jurídico. Já em 2020, foram 503 atendimentos abertos.

“É inadmissível toda e qualquer violência contra as mulheres”, afirmou o secretário Ney Leprevost.

*ATENDIMENTOS* – O CRAM continua o atendimento presencial as mulheres vítimas de violência doméstica durante a pandemia do coronavírus. Todos os protocolos foram adotados para garantir a segurança tanto das atendentes quanto das denunciantes. As orientações estão sendo feitas com horário marcado e podem ser agendadas pelo telefone 41.3338.1832 das 13h às 17h. As assistências psicológicas e jurídicas também continuam sendo oferecidas de forma gratuita.

*VIOLÊNCIA* – O Departamento de Garantias dos Direitos da Mulher informa que em caso de violência doméstica os canais de denúncia são os telefones 180 (nacional) e 181 (estadual), que funcionam 24 horas por dia. O disque denúncia 181 está num ambiente seguro, com certificação digital, para que as vítimas possam fazer sua denúncia com segurança. Não é necessário se identificar e o sigilo das informações será preservado.

A chefe do Departamento de Garantias dos Direitos da Mulher da Sejuf, Mara Sperandio, orienta que “caso o crime que deseja denunciar esteja acontecendo no momento da denúncia, o recomendado é ligar para o 190 – telefone do serviço de emergência da Polícia Militar do Paraná”.

(Via assessoria de imprensa – Tamara Dalcanale).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *