Ney Leprevost coloca equipes da secretaria de Justiça nas ruas do Paraná fazendo prevenção da violência contra crianças neste dia em que o Estatuto completa 31 anos

A Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, através do Departamento de Justiça, realiza nesta terça-feira (13) ações em todo o Paraná de conscientização e combate a violência contra crianças e adolescentes.

A iniciativa tem por objetivo marcar os 31 anos da implantação do Estatuto da Criança e do Adolescente no Brasil.

O trabalho de conscientização está sendo realizado pelos 24 escritórios regionais da Secretaria da Justiça, espalhados por todo o Paraná, e em Curitiba, a ação é realizada no calçadão da Rua XV, com a distribuição de cópias do Estatuto, flyers e explicações às pessoas sobre os problemas causados pelo trabalho infantil.

O secretário da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), Ney Leprevost, reafirmou o compromisso da gestão em intensificar políticas públicas que integrem um sistema que garanta os direitos das crianças. “Essa ação vem com o intuito de impactar as pessoas em geral e atuar na prevenção e repressão da exploração da mão de obra infantil, seja na área rural ou urbana”, disse.

Paralelamente, a Secretaria de Justiça, Família e Trabalho, tem intensificado ações de apoio e de inclusão de famílias em programas de geração de renda e de qualificação profissional para que crianças não precisem trabalhar para complementar a renda familiar.

“Infelizmente o trabalho infantil é parte da vida de muitas crianças, no Brasil, no Paraná, em Curitiba e no mundo. Pedimos que não fechem os olhos para essa realidade. O Estatuto da Criança garante todos os direitos para todas as crianças”, conclui a chefe do Departamento de Políticas para Criança e Adolescente da Sejuf, Angela Mendonça.

Outra iniciativa desenvolvida pela Secretaria é executada pela Força-Tarefa Infância Segura, vinculada ao Departamento de Justiça da pasta, que desde 2019, promove campanhas educativas e ações junto a profissionais de diversas áreas com objetivo de atender efetivamente crianças e adolescentes vítimas de crimes e violências.

Para o chefe do Departamento de Justiça da Sejuf, Silvio Jardim, “o trabalho infantil continua sendo um crime intolerável que tem se potencializado nesse período pandêmico. Por isso a importância da conscientização de todos para que consigamos dar para as nossas crianças a infância que eles merecem”, disse.

(Via assessoria de imprensa)

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *