Procon da Secretaria de Justiça cobra de bancos a normalização do atendimento e fim de filas

Uma Iniciativa da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, através do Procon-PR resultou na convocação dos cinco principais bancos brasileiros para exigir que as instituições normalizem imediatamente o atendimento aos clientes. A ação leva em conta a flexibilização das regras sanitárias por muitos municípios e cobra a ampliação do horário de atendimento e número de funcionários. O objetivo é evitar que os consumidores fiquem expostos ao sol, chuva e vento e longas filas de espera.

No último dia 20, durante a reunião, que contou com a participação do Banco do Brasil, Caixa Econômica, Bradesco, Itaú e Santander, foram levantadas questões ocasionadas pela falta de funcionários. As queixas mais frequentes dos consumidores é sobre a falta de orientação para organizar as filas e garantir o distanciamento social, a precariedade no atendimento a idosos, pessoas com deficiência e gestantes, tempo excessivo de espera e filas em ambientes externos.

De acordo com o secretário de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, “os bancos têm ocupado um lugar de destaque nas reclamações formuladas no Procon-Pr pelos consumidores. O órgão de defesa do consumidor está acompanhando de perto os registros, inclusive com a aplicação de sanção de multa para aqueles fornecedores que desrespeitarem os direitos do cidadão”.

“Em inúmeras oportunidades, as agências foram acionadas para que resolvessem os problemas, mas a solução não veio de forma definitiva, já que as filas continuaram acontecendo”, afirma Claudia Silvano, chefe do Procon-PR.

Para denúncias e esclarecimento de dúvidas, os consumidores podem utilizar os canais online do Procon-PR no link: http://www.procon.pr.gov.br/modules/inscrit_quest/formulario.php?codigo=26

(Via Assessoria de Imprensa – Edson Fonseca)

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *