Instituições de Longa Permanecia recebem mais de 600 mil EPIs para evitar avanço da Covid-19

“Equipamentos de Proteção vão beneficiar mais de 10 mil idosos”, diz Ney Leprevost_

Apesar da queda do número de casos e mortes pela COVID-19 no Paraná, as autoridades sanitárias ainda pregam a necessidade de cuidados especiais — principalmente com os idosos, que apesar de já imunizados podem contrair o vírus devido às comorbidades inerentes a idade.

Um dos focos de preocupação é justamente os idosos que vivem em instituições de longa permanência no Paraná. Nesta quinta-feira, 122 instituições receberam do secretário de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, equipamentos de proteção individual (EPIs) — obtidos com recursos deliberados pelo Conselho Estadual dos Direitos do Idoso e viabilizados pelo Departamento da Política da Pessoa Idosa da Sejuf.

“Os números da pandemia mostram uma redução no número de pessoas afetadas, mas ainda precisamos manter os cuidados, principalmente com as pessoas idosas que são mais vulneráveis às doenças”, afirmou o secretário Ney Leprevost.

No total foram repassados 443.178 itens, entre luvas, aventais, toucas, máscaras e óculos de proteção. Os equipamentos vão atender a 6.865 pessoas idosas e 3.444 profissionais que atendem às instituições.

Esta foi a segunda remessa de EPIs para os lares de longa permanência. A primeira, entregue em outubro, beneficiou entidades de Curitiba, Região Metropolitana, Litoral e Ponta Grossa.

“As instituições beneficiadas não têm fins lucrativos. Durante a pandemia elas passaram por dificuldades, uma vez que houve uma redução drástica nas doações que sustentam essas casas”, explica a presidente do Conselho Estadual dos Direitos do Idoso e chefe do Departamento da Política da Pessoa Idosa da Sejuf, Adriana de Oliveira.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *