Bienal do Livro de Curitiba confirma realização e reforça cuidados com a higiene

Ney Leprevost, presidente da Comissão de Saúde da Assembléia, aprova a definição dos organizadores

 Com a chegada do vírus A H1N1 a Curitiba, especialistas em saúde orientam, basicamente, a manter hábitos higiênicos a lavar as mãos, evitar aglomerações e, no mínimo sinal de gripe, procurar ajuda médica. Preocupados com a saúde e o bem estar dos visitantes da 1ª Bienal do Livro, os organizadores esclarecem que a programação do evento está confirmada

 Segundo Sueli Brandão, coordenadora do evento, vários cuidados estão sendo tomados para reduzir o risco de contaminação pelo Influenza A: Teremos álcool em gel a disposição, equipe medica e as oficinas terão numero de participantes reduzido, afirma.

 Para Leprevost, que também é presidente da Frente Parlamentar Pró-Leitura, as medidas tomadas devem garantir que o ambiente do evento esteja livre de contaminação: O primeiro grande evento da cidade dedicado à literatura, terá autores de primeira grandeza e projeto inédito no país é, com certeza, motivo de orgulho para Curitiba. Contaremos com a presença de autores de renome, como Carlos Heitor Cony, Moacyr Scliar, Ruy Castro e Cristóvão Tezza, avalia Ney.
 
Sobre a 1ª Bienal do Livro

 Um projeto inovador, um curador experiente e uma cidade que há tempos merecia um evento compatível com sua realidade, nível e condição cultural. É neste cenário que Curitiba comemora a realização de sua 1ª Bienal do Livro, que acontece entre os dias 27 de agosto e 4 de setembro, o Expo Unimed Curitiba. Autores de renome já confirmaram presença e farão parte de um modelo inovador no País, criado pelo dramaturgo e autor premiado Alcione Araújo. Cultura, Educação e Meio Ambiente estarão no centro das atenções tanto pela programação, como pelas atrações que devem envolver grupos culturais de dança, teatro, oficinas, cafés literários, sessões de autógrafos com grandes autores e editoras de todo o País com seus lançamento mais recentes.

  A idéia de transformar Curitiba na capital da leitura é da Agência Esfera, que se uniu a entidades literárias para promover o evento. Há cinco anos, várias delas participavam da feira do livro na Praça Osório, no centro da capital. O evento surgiu de uma reunião e foi tomando corpo. Hoje a expectativa é de reunir mais de 400 mil visitantes nos nove dias do evento. Expositores, escritores, intelectuais, estudantes, profissionais e o público participarão do mais importante evento literário do Paraná com oportunidade de divulgar e conhecer obras, trocar informações e se aproximar de autores de renome da nossa literatura. 

 Um dos princípios básicos que nortearam a concepção da feira foi ter a certeza de que uma Bienal agregaria um valor muito maior ao evento do que somente uma feira numa praça. A formalidade do espaço, a possibilidade de reunir grandes nomes da literatura, editoras premiadas e novidades que gerariam uma receptividade muito melhor do público em relação a produtos, exposições, autores e debates de questões relevantes da cultura literária.

SERVIÇO:
1ª Bienal do Livro de Curitiba
27 de agosto a 4 de setembro
Expo Unimed Curitiba

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 14 =