CAMPANHA DEZEMBRO VERDE

A proposta de  Leprevost  criando o  Dezembro Verde, tem o respaldo da Sociedade Paranaense de Pediatria  bem como da Comissão de Assuntos Políticos da Associação Médica Brasileira.

Durante o Dezembro Verde, segundo o projeto de Leprevost, serão realizadas campanhas, exames e ações preventivas visando a saúde da criança, priorizando: cardiopatia congênita, retinoblastoma, coqueluche e aleitamento materno, controle da influenza, combate ao abuso sexual e violência contra crianças, prevenção de acidentes, combate ao vírus sincicial respiratório e outras questões a serem sugeridas pela Sociedade Paranaense de Pediatria, a Secretaria Estadual de Saúde e a Pastoral da Criança.

Dezembro será o mês em que haverá ampla conscientização sobre campanhas que devem ser realizadas permanentemente em defesa da saúde das nossas crianças, afirmou Ney.

Cardiopatia congênita:  é a doença na qual há anormalidade da estrutura ou função do coração. 

Sintomas: – cor roxa na ponta dos dedos ou nos lábios;
– suor excessivo;
– cansaço excessivo durante as mamadas;
– palidez e apatia;
– baixo peso e pouco apetite;
– respiração rápida e curta mesmo em repouso;
– irritação.

Tratamento:
O tratamento da cardiopatia congênita pode ser feito através de uma cirurgia no coração ou sessões de fisioterapia, dependendo da gravidade da lesão.

Diagnóstico:
Teste do coraçãozinho, realizado logo nos primeiros dias de vida do bebê nos hospitais e maternidades. O diagnóstico é feito por meio de uma pulseira onde é possível medir a concentração de oxigênio no sangue e que detecta problemas no coração antes mesmo de aparecerem sintomas.

Retinoblastoma: tumor maligno que se desenvolve na retina, decorrente de uma mutação num gene no cromossomo 13, podendo afetar um ou ambos os olhos.

Sintomas:
Assim como ocorre na catarata e no glaucoma congênito, o sinal característico do retinoblastoma é um reflexo branco semelhante ao olho do gato, quando recebe um feixe de luz artificial ou flash. Baixa visão, estrabismo, deformação do globo ocular também podem ser observados.

Tratamento:
A quimioterapia, a radioterapia e o tratamento oftalmológico a laser têm demonstrado bons resultados no tratamento do retinoblastoma. No entanto, em alguns casos, infelizmente é preciso recorrer à retirada cirúrgica do globo ocular.

Diagnóstico:
O teste do olhinho é feito de maneira simples, rápida e indolor, que consiste na identificação de um reflexo vermelho, que aparece quando um feixe de luz ilumina o olho do bebê. Deve ser realizado logo nos primeiros dias de vida da criança pelo pediatra.

Coqueluche: popularmente conhecida como tosse comprida, é uma doença infectocontagiosa aguda do trato respiratório.

Sintomas: o período de incubação da doença varia entre 7 e 17 dias, sendo que os sintomas podem durar cerca de 06 semanas, podendo ser dividido em três estágios:
– estágio catarral: (uma ou duas semanas) febre baixa, coriza, espirros, lacrimejamento, falta de apetite, mal-estar, tosse noturna.
– estágio paroxístico: (duas semanas) acessos de tosse súbita incontrolável, de início repentino, breves e sucessivos, face azulada devido ao esforço ao tossir e vômito.
– estágio de convalescença: (a partir da quarta semana) os sintomas vão regredindo até desaparecerem completamente.

Tratamento:
O paciente deve permanecer em isolamento respiratório durante o período de transmissão da doença. Caberá ao médico receitar antimicrobiano, analgésicos e a anti-inflamatórios.

Prevenção:
A vacina tríplice clássica contra difteria, coqueluche e tétano faz parte do Calendário Oficial de Vacinação do Ministério da Saúde e deve ser ministrada aos dois, quatro e seis meses de idade, com doses de reforço aos 15 meses e aos 5 anos. A imunização dura cerca de 10 anos.

Aleitamento materno:
De acordo com o Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde recomenda-se a amamentação exclusiva até os seis meses de vida. Nesta etapa da vida do bebê, o leite materno auxilia evitando diarreia, infecções respiratórias, diminui o risco de alergias, hipertensão, colesterol alto, diabetes. Também reduz a chance de obesidade infantil, melhora a nutrição e o desenvolvimento da cavidade bucal.
Além disso, a amamentação é uma estratégia natural de vínculo, afeto, proteção entre a mãe e a criança.

Vírus Sincicial Respiratório: É responsável por infecções graves do trato respiratório, especialmente entre os meses de Junho e Julho devido as condições climáticas.

Sintomas: começam a surgir entre o 2º e o 8º dia depois do contágio, apresentando:
– congestão nasal;
– irritação na garganta;
– dificuldades respiratórias;
– respiração pesada;
– tosse
– febre (principalmente em bebês).

Tratamento: é realizado com auxilio de antiviral.

Prevenção:
Manter os ambientes limpos e arejados, brinquedos e roupas livre de pó e ácaros, principalmente nos meses mais úmidos. Não há, até o presente momento, vacinas eficientes para o combate de VSR, contudo existem medicações que podem ser utilizadas sob prescrição médica.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 3 =