Comissão de Saúde da ALEP busca 100 mil assinaturas em prol da regulamentação da Emenda 29

Médicos e gestores se reúnem em sessão pela mobilização em favor do reajuste da tabela do SUS

 
O Dia do Médico foi marcado nesta terça-feira, na Assembléia Legislativa, pelo lançamento de uma campanha nacional em prol da regulamentação da EMENDA 29 e pela luta do aumento dos repasses do SUS a médicos e hospitais.

A iniciativa é do presidente da Comissão de Saúde, deputado Ney Leprevost, que pretende reunir 100 mil assinaturas para pressionar o Governo Federal, senadores, deputados federais e Ministério da Saúde a garantirem mais dinheiro para atendimento à população de baixa renda, atendida pelo Sistema Único de Saúde.

Entidades de classe, gestores hospitalares, presidentes de associações, federações e sindicatos do setor médico; além do CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA, encabeçam o abaixo assinado que foi elaborado pela Comissão de Saúde.

Para o Dr. José Fernando Macedo, presidente da Associação Médica do Paraná, a situação dos médicos e dos hospitais é caótica. Segundo Macedo, cerca de 18 mil médicos atuam no Paraná. Ou seja, não existe falta de profissionais. O que faltam são recursos para especialização. Essa tabela do SUS foi montada há 40 anos. Não  há como acompanharmos o fluxo porque não tem dinheiro para isto, diz.

Infelizmente, a única linguagem que as autoridades entendem é a da pressão. Então, vamos pressionar por todos os meios. Este abaixo assinado é só o começo. Saúde tem que ser prioridade. É uma vergonha um país que cobra cerca de 38% do PIB em impostos e tributos, investir só 3,5% do PIB em saúde. Nos Estados Unidos, onde a situação já é caótica, eles destinam 12% do PIB para a saúde, relata Ney Leprevost.

O parlamentar conta que um médico recebe pouco mais de dois reais por consulta do SUS. Quem perde com isso é a população, que acaba não recebendo o serviço de qualidade que é garantido pela Constituição. Os médicos têm que se desdobrar em vários empregos e muitas vezes não tem nem os equipamentos necessários para um exame mais complexo, afirma Ney
 
AJUDE A MELHORAR A QUALIDADE DO ATENDIMENTO PÚBLICO DE SAÚDE: Já está no ar (no site do presidente da Comissão) a campanha promovida pela Comissão de Saúde da ALEP para pressionar os parlamentares de Brasília a regulamentar o mais breve possível a Emenda 29. Precisamos da mobilização popular nesta campanha. É preciso entender que se trata de uma questão de interesse geral. Quanto mais recursos nossos hospitais tiverem, melhor será o atendimento, destaca Ney Leprevost.

Acesse http://www.neyleprevost.com.br/assinaturas.php e participe

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × cinco =