Comissão de Saúde deve investigar médicos que empurram receitas para ganhar propina de farmácias

O deputado Ney Leprevost está avaliando a possibilidade de propor a abertura de uma Comissão Especial de Investigação ou de uma convocação da própria Comissão de Saúde para analisar as denúncias levadas ao ar no domingo passado, pelo Programa Fantástico, da Rede Globo.
A matéria revelou que profissionais da área médica estariam recebendo até 30% de comissão para indicar farmácias. A prática é proibida pelo Código de Ética Médica e foi repudiada pelos Conselhos de Medicina e Farmácia.
O Paraná foi um dos estados onde o Fantástico constatou a prática que pode até gerar prisões. A Comissão de Saúde também está recebendo denúncias de que alguns médicos estariam receitando, sem o menor critério, inibidores de apetite que causam dependência química nos pacientes.
A Comissão de Saúde trabalha aliada aos médicos e aos hospitais, mas os maus profissionais, que criminosamente fazem com que alguém se entupa de remédios sem necessidade, poderão ser alvo de denúncias ao Ministério Público, afirma Ney Leprevost.
Se você tem alguma denúncia sobre pagamento de propina por parte de farmácias a profissionais de saúde ou de receitação indevida de inibidores de apetite, acesse o site www.neyleprevost.com.br, e envie seu email para fale conosco. Se preferir, acesse o twitter@saudealep.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 19 =