Entre na campanha pelo fim da “imunidade parlamentar”, proporcionada pelo foro privilegiado

Você pode ajudar a acabar com a impunidade em nosso país

 Muitos criminosos do colarinho branco gastam verdadeiras fortunas para alcançar uma vaga de senador, deputado federal ou estadual com o objetivo de ficarem impunes em relação às falcatruas que cometem. Ocorre que, ao serem eleitos, os mesmos só podem ter seus processos analisados por instâncias judiciais superiores. Este tratamento diferenciado é o instituto do FORO PRIVILEGIADO, que acaba resultando em algo que podemos chamar de impunidade parlamentar.

 O deputado Ney Leprevost desencadeou uma campanha contra este manto, que acaba protegendo corruptos e corruptores. Na opinião dele, a imunidade deve se restringir à proteção das opiniões expressas em discursos e entrevistas. O parlamentar deve ter liberdade para manifestar suas idéias, mesmo que elas desagradem os governantes de plantão. Porém, o mandato não deve servir de escudo para criminosos, afirma Ney.

 Leprevost defende o fim do FORO PRIVILEGIADO, para que os parlamentares sejam processados na comarca onde têm domicílio. Com esta medida, os processos contra deputados e senadores teriam o mesmo trâmite aos quais se submetem todos os cidadãos, evitando o sobe e desce às instâncias superiores do Poder Judiciário.

 Ney enviou ofício ao presidente da Câmara Federal, Michel Temer, pedindo o fim da imunidade parlamentar (veja o destaque) e já recebeu resposta dizendo que a matéria está sendo discutida na Comissão de Constituição e Justiça. Temos que acabar com o privilégio e a impunidade que protegem os ladrões do dinheiro público sob este manto proporcionado pelo FORO PRIVILEGIADO, defende Ney.

 Agora, nós precisamos do seu apoio. Só a pressão popular será capaz de fazer os deputados federais e senadores votarem pelo fim da imunidade garantida pelo FORO PRIVILEGIADO.

 Acesse o site www.neyleprevost.com.br, entre no ESPAÇO CIDADÃO e registre sua opinião pelo fim da impunidade, proporcionada pelo FORO PRIVILEGIADO. Os depoimentos colhidos serão reunidos e encaminhados a todos os deputados federais e senadores.

Mostre que você é contra a impunidade!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + 18 =