Leprevost cobra do Ministério da Saúde remédios para portadores de HIV

O presidente da Comissão de Saúde, Ney Leprevost enviou requerimento ao Ministério da Saúde solicitando a normalização da distribuição do medicamento Abacavir, utilizado no tratamento da Aids.
Em outros estados, o remédio está sendo distribuído, mas o Paraná ainda não o recebeu.
Segundo portaria do Ministério da Saúde, o Abacavir é utilizado em casos mais graves da doença, e os usuários estão tendo que substituí-lo por outro medicamento que causa mais efeitos colaterias.
Para a coordenadora de projetos da Sociedade Viva Cazuza, Cristina Moreira, as crianças estão sentindo os efeitos da crise. Já a médica infectologista, Tânia Vergara teve que adiar por um mês o tratamento de dois pacientes, mas agora teve que começar, mesmo sabendo que não é recomendável interrompê-lo no meio.   
Segundo a Agência de Notícias da Aids, atualmente, cerca de 600 mil pessoas no Brasil estão infectadas com o HIV, mas apenas 230 mil já iniciaram o tratamento.
Não podemos deixar que estas coisas aconteçam, a cada dia morrem oito brasileiros vítimas desta doença. A não distribuição do medicamento, que é direito da pessoa portadora do vírus HIV, é uma falta de organização e de humanismo por parte dos órgãos competentes, afirma Ney Leprevost.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + três =