Leprevost se alia aos médicos e pacientes na briga com os planos de saúde

Os profissionais da classe médica estão lançando em Curitiba a Campanha Nacional de Defesa Profissional, para exigir das operadoras de saúde reajuste nos valores dos repasses referentes a consultas e procedimentos clínicos. Eles estimam que os valores estão defasados em 156% e cogitam se descredenciar dos planos de saúde complementar se o reajuste não for concedido.
O deputado Ney Leprevost, que preside a Comissão de Saúde, é favorável à iniciativa dos médicos e destaca: Os planos de saúde cobram muito caro dos pacientes e pagam muito mal os médicos. Eles têm que aumentar os repasses dos valores referentes às consultas sem onerar os pacientes, que a exemplo dos profissionais da saúde, estão indignados com essas operadoras, disse.
Segundo o presidente da Associação Médica do Paraná (AMP), José Fernando Macedo, a situação chegou ao limite e os médicos não vêem alternativas. São 18 anos de defasagem, no entanto os planos de saúde reajustam seus preços anualmente, diz. A expectativa de Macedo é que a campanha tenha adesão maciça dos médicos aqui no Paraná.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − dezesseis =