NEY LUTA PARA QUE CURSO DE FISIOTERAPIA CONTINUE EM MATINHOS

O deputado Ney Leprevost, que é presidente do Grupo de Apoio do Litoral Paranaense – GALP e coordenador da Frente Parlamentar de Defesa do Litoral, mostrou-se preocupado com a notícia veiculada nesta sexta-feira, na imprensa, dando conta  que o município de Matinhos, por falta de estrutura, vai perder o curso de Fisioterapia, mantido pela UFPR (Universidade Federal do Paraná).

De acordo com a notícia, o curso de Fisioterapia da UFPR não oferece vestibular desde 2011, e deverá ser extinto na cidade litorânea em 2015, quando a última turma se formar. Atualmente os alunos precisam vir a Curitiba para ter aulas práticas nos hospitais na Capital, além da dificuldade de não existir piscinas térmicas para as atividades, entre outras deficiências, em Matinhos. Na semana que vem, Ney Leprevost pedirá informações junto à UFPR, Prefeitura, Governo Estadual: para termos dados exatos sobre esse problema e assim solicitarmos providências.
 
São dois problemas sérios. Primeiro por se tratar de educação e segundo porque entra o item de saúde. A alegação de fonte da UFPR, publicada na imprensa, é de que não existem condições estruturais para que o curso funcione em Matinhos, pois ele precisaria contar com hospitais de média e alta complexidade para o estágio dos alunos do terceiro e quarto anos. E não há esta estrutura.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × três =