PhD vai a Comissão de Saúde para convencer deputados a derrubar veto de Requião ao projeto que garante vacinação contra o HPV

O presidente da Comissão de Saúde, Ney Leprevost convocou uma reunião para o dia 10 de maio, segunda-feira, às 13h30, na sala das comissões da Assembléia Legislativa (3º andar), para falar sobre o HPV (papilomavírus humano).
Na pauta está a apresentação do Prof. Dr. Newton Sérgio de Carvalho, MD, PhD, Prof. do Departamento de Tocoginecologia do Hospital de Clínicas (SIGO/UFPR).
O tema abordado é a eficácia da vacina para o HPV, em razão do veto governamental ao projeto de lei do deputado Ney Leprevost, que estabelece a implantação do Programa Estadual de Vacinação contra o HPV, implementado através da vacinação pública no Paraná.
Foram convidadas as Secretarias Municipal e Estadual de Saúde do Paraná, o Sindicato de Obstetrícia e Ginecologia do Paraná, e todos os deputados estaduais da Assembléia Legislativa.
O HPV (papilomavírus humano), que contamina homens e mulheres, é considerado a principal doença sexualmente transmissível (DST), causada por vírus.
Após o contágio, o vírus po¬de ficar “adormecido”, provocar o aparecimento de verrugas (mãos, pés, órgãos genitais) ou ainda induzir o desenvolvimento de câncer.
A probabilidade de uma mulher que realiza exame ginecológico preventivo regularmente ter câncer do colo do útero, induzido por HPV, é pequena, já que a infecção é detectada em praticamente 100% dos casos, através do papanicolau e a colposcopia.
A prevenção é sempre o melhor remédio, temos que conscientizar a população para o uso da camisinha em todas as relações sexuais. Depois que virar lei, através da vacina, poderemos imunizar grande parte da população. Só assim poderemos reduzir os casos de contaminação deste vírus que pode se tornar uma doença grave, afirma Ney Leprevost. 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − 2 =