Presidente da Comissão de Saúde apresenta projeto anti-boletas

Leprevost acredita que restrição à fabricação de anorexígenos será aprovada

O deputado Ney Leprevost apresentou nesta terça-feira (08) projeto de lei que proíbe a fabricação e comercialização no território do Paraná de substâncias psicoativas (que têm efeito sobre a atividade mental ou sobre o comportamento), utilizadas para emagrecer, associadas a outras de ação no sistema nervoso central.

De acordo com o projeto, fica proibida a fabricação, manipulação e comercialização de associações medicamentosas contendo substâncias como a dietilpropiona ou anfepramona. Essas associações têm efeito anorexígeno, além de outras conseqüências extremamente graves para o organismo humano. Muitos médicos estão preocupados com a verdadeira apologia que alguns mafiosos de branco fazem desses produtos, principalmente junto a adolescentes do sexo feminino, causando dependência e distúrbios mentais, afirma Leprevost que é presidente da Comissão de Saúde da Assembléia Legislativa.

O parlamentar acredita que o projeto anti-boletas deverá ter um trâmite rápido. No Congresso Nacional já estão tratando desta questão. Mas lá tudo é mais demorado. Acredito que em menos de 60 dias estaremos votando esta lei que irá dificultar a indústria da boleta para emagrecer, diz Ney.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *