Governo do Paraná adere ao programa Detox Digital em Brasília

O Paraná é o primeiro estado brasileiro a aderir ao programa ” Detox Digital Brasil”, lançado nesta quinta-feira (04/07) em Brasília durante o seminário “Uso Inteligente da Tecnologia: desafio para as famílias e a sociedade”. O projeto, que visa promover uma mobilização nacional para conscientização sobre a utilização ética, saudável e segura dos recursos tecnológicos digitais, é uma iniciativa do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e contou com participação da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho em sua elaboração.

“As ferramentas tecnológicas digitais foram criadas para melhorar e agilizar a vida dos seres humanos, mas o uso inadequado ou excessivo pode causar inúmeros problemas, principalmente para crianças e adolescentes. É preciso despertar um entendimento sobre o papel da família na promoção do uso responsável e inteligente do uso dessas ferramentas, e essa campanha terá justamente esse papel”, explica o secretário Ney Leprevost.

O secretário e o governador Ratinho Junior foram representados pelo chefe do Departamento de Justiça da Sejuf, Felipe Hayashi (coordenador da Força-Tarefa Infância Segura) e a assessora-técnica, Cineiva Campoli Tono, mestre em educação, doutora em Tecnologia e Sociedade e uma das mentoras do projeto de mobilização. Eles participaram da mesa de debates com o tema “Proteção Humana na Era Digital”. Participou, também, a chefe do Departamento de Políticas par a Criança, Adolescente e Idoso da Sejuf, Ângela Mendonça.

Malefícios – O uso inadequado de smartphones, tablets e notebooks tem gerado o surgimento de novas doenças – as chamadas tecnopatias –, além de problemas sociais que atingem pessoas de todas as idades, mas sobretudo os adolescentes. Entre eles estão o pescoço de texto, dedo de gatilho, transtorno de jogo eletrônico, síndrome de toque fantasma, ciberbullying, selfitie, selfiefatal, nomofobia, tecnostress e sextorsão. Uma campanha da Sejuf vai explicar o que são e com evitá-las. “O projeto visa a implementação de ações referentes à saúde física e mental, à cognição, às relações sociais e à segurança”, explica Cineiva Tono.

Infância Segura – No Paraná, o Detox Digital faz parte das ações previstas no Pacto Infância Segura, assinado por diversos órgãos públicos e instituições da sociedade civil, e integrará a Política Pública de Proteção Integral da Criança e do Adolescente Paranaense. Além disso, contará com um braço legislativo, por meio da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, Adolescente, Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai). No dia 8 de julho, a Assembleia Legislativa formalizará a adesão à Força-Tarefa Infância Segura e ao Detox Digital Paraná.

(Via #Equipe) #RatinhoJunior #NeyLeprevost

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *