Sejuf e Sociedade Brasileira de Pediatria farão parceria para prevenção ao uso de drogas na infância

Investir em ações de prevenção para evitar que as crianças e adolescentes paranaenses se aproximem e utilizem substâncias como álcool, tabaco e outras drogas ilícitas. Este é o objetivo de parceria que será firmada entre a Secretaria de Justiça, Família e Trabalho do Governo do Paraná com a Sociedade Brasileira de Pediatria.

O assunto foi tratado nesta quinta-feira em reunião entre o secretário Ney Leprevost e o médico João Paulo Lotufo, assessor de direção do Hospital Universitário da USP, Coordenador do Projeto Anti tabágico do HU/USP e diretor da SBP, autor do livro “álcool, Tabaco e Maconha: Drogas Pediátricas”. Participaram também o chefe do Departamento de Justiça e coordenador da Força-Tarefa Infância Segura, Felipe Hayashi; Cineiva Campoli Tono, assessora técnica do Departamento de Justiça da Sejuf e coordenadora do programa Reconecte no Paraná; Iolanda Maria Novadzki, técnica da Secretaria de Saúde do Paraná; a médica e Beatriz Bermudez, da Sociedade Paranaense de Pediatria.

A parceria, que será formalizada com a assinatura de termo de cooperação em data a ser agendada, se dará no âmbito da Força-Farefa Infância Segura (Fortis), que vai elaborar o cronograma de atividades no estado.

Dr. João Paulo, um dos mais renomados nomes do país na área, apresentou diversos materiais educativos que tem utilizado junto ao público infantil. “Estudos mostram uma grande exposição de crianças e adolescentes ao tabaco, ao álcool e à maconha”, disse o médico. Segundo ele, atualmente o primeiro contato das crianças com o álcool, no Brasil, acontece em média aos 10 anos de idade. Logo em seguida vem a maconha. Considerada inofensiva por grande parte da sociedade, mas, de acordo com estudos apontados pelo Doutor, traz efeitos nocivos para o desenvolvimento das habilidades cognitivas e motoras, podendo desencadear distúrbios psicológicos e ocasionar uma série de doenças fisiológicas.

(Via #Equipe) #RatinhoJunior #NeyLeprevost

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *