Mulheres em situação de vulnerabilidade participam de curso de culinária para geração de renda

O primeiro encontro da Oficina de Geração de Trabalho e Renda reuniu nesta quarta (13/11), quinze mulheres moradoras no entorno do Ceasa, no bairro do Pinheirinho, para um curso de culinária.

Com o apoio da professora do Senar, Joelma Kapp, da nutricionista Maria de Fátima Oliveira Negre, e da Gerente do Banco de Alimentos do Ceasa Paraná, Jaqueline Gomide de Macedo, as mulheres foram ensinadas sobre segurança de alimentos, higienização e valores nutritivos, além de questões teóricas sobre como fabricar temperos e molhos e técnicas de conservação de frutas e hortaliças (adição de soluto, exaustão, branqueamento, esterilização, pasteurização e desidratação). Amanhã (14/11), o curso abordará a parte prática de produção dos alimentos e embalagem, rotulagem e medidas.

“A oficina oferecida tem o objetivo de formação e capacitação destas mulheres, para que elas saiam prontas para trabalhar em empresas de alimentos, restaurantes ou produzir seus próprios produtos e assim gerar renda”, resalta a coordenadora do Departamento de Garantia dos Direitos da Mulher, Mara Sperandio.

O secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost reforça que a geração de renda é uma das prioridades da gestão Ratinho Junior. “Estamos estimulando a inserção destas mulheres no mercado de trabalho e trazendo uma chance real para que elas possam gerar renda para as suas famílias”.

A oficina é promovida pelo Banco de Alimentos da Central de Abastecimento do Paraná, em parceria com a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, por meio do Departamento de Garantia dos Direitos da Mulher, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e Sindicatos Permissionários Centrais de Abastecimento de Alimentos (Sindaruc).

(Via #Equipe) #RatinhoJunior #NeyLeprevost

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *