Secretário Ney Leprevost apresenta programas da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho ao ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, durante evento com governador Carlos Massa Ratinho Junior

O secretário da Justiça, Família e Trabalho do Paraná (Sejuf), Ney Leprevost, apresentou nesta sexta-feira (09) ao ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, alguns dos programas sociais que fazem parte da estrutura da Sejuf-PR. O encontro aconteceu no Palácio Iguaçu, durante evento com o governador Carlos Massa Ratinho Junior, o vice-governador, Darci Piana e o secretário do Abastecimento e da Agricultura, Norberto Ortigara, para oficializar novos investimentos para o Paraná.

No evento foram anunciados mais R$ 23,1 milhões para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). A ação beneficia milhares de agricultores familiares locais e pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social. Dos 399 municípios do Estado, 118 executam o PAA. “Este programa é mais uma das ações do governo federal, em parceria com o Governo do Paraná para a Inclusão Produtiva Rural das famílias mais pobres”, ressaltou Leprevost que na oportunidade apresentou ao ministro Onyx as principais ações e programas sociais desenvolvidos pela pasta.

Foram apresentados os Programas Caixa d´Água Boa, que conta a parceria da Sanepar; o Luz Fraterna, que conta com a parceria da Copel; o Renda Agricultor Familiar, que é uma parceria com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento e o Programa Criança Feliz, fruto da união de esforços entre o Governos Estadual, por meio da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) e Governo Federal (Ministério da Cidadania), em parceria com os municípios, para o desenvolvimento integral da primeira infância em famílias de baixa renda. “O Criança Feliz é uma importante ferramenta para proporcionar um futuro melhor para crianças de zero a seis anos de idade”, disse o secretário Ney Leprevost, lembrando que o atendimento é uma estratégia alinhada ao Marco Legal da Primeira Infância.

“O Paraná é um estado com iniciativas pioneiras, que encurta a distância entre o Poder Público e aqueles que mais precisam. Cada real que é colocado aqui acaba multiplicado muitas vezes, claramente porque o Paraná é um estado que faz a lição de casa”, disse o ministro, elogiando ainda os programas desenvolvidos pela Secretaria da Justiça, Família e Trabalho que chamou de “ponte da solidariedade”.

Também participaram o secretário de Estado da Comunicação Social e da Cultura, João Debiasi; o diretor-presidente da Ceasa-PR, Eder Eduardo Bublitz; o secretário nacional de inclusão social e produtiva rural, Ênio Marques; e o prefeito de Campo Largo, Marcelo Puppi.

(Via Assessoria de Imprensa – Pedro Mariucci Neto).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *