Ney Leprevost em reunião com a embaixadora da Venezuela no Brasil repudia ditadura socialista de Maduro 

O secretário da Justiça, Família e Trabalho do Governo do Paraná, deputado federal Ney Leprevost recebeu na tarde desta quarta-feira (25), a embaixadora do governo Juan Guaidó, presidente legítimo da Venezuela, Maria Teresa Belandria, que estava acompanhada do ministro conselheiro da embaixada, Tomás Silva e da representante da embaixada em São Paulo, Blanca Montilla.

De acordo com informações da ONG Foro Penal, pelo menos 386 pessoas começaram o ano de 2020 detidas injustamente na Venezuela. Segundo o Conselho de Direitos Humanos da ONU, foram contabilizados 342 casos de tortura no país. Estima-se que quase 6 milhões de Venezuelanos já deixaram o país devido a ditadura de Nicolás Maduro e a miséria que a mesma gera no país.

Na oportunidade, a embaixadora agradeceu Leprevost e o governador Ratinho Junior pelo acolhimento aos refugiados no Estado do Paraná.

O deputado federal e secretário da Justiça, Família e Trabalho do Paraná Ney Leprevost repudiou a ditadura socialista de Maduro e se solidarizou com o povo Venezuelano. “O mundo não pode mais aceitar regimes ditatoriais como o de Maduro. Todos os países devem se unir em defesa da democracia. Com o aumento da instabilidade na Venezuela, cresce de forma alarmante o número de refugiados no Brasil. Estas pessoas precisam de toda ajuda possível”, afirmou Leprevost.

O presidente Juan Guaidó, recebeu apoio dos EUA, Brasil e outros países da região.

Os refugiados são pessoas que foram forçadas a deixar seu país, pois suas vidas ou integridade corriam risco. Eles não podem voltar porque são perseguidas pelo estado.

Participaram também da reunião o diretor geral da Sejuf, Antonio Devechi e o Dr. Paulo Sena, chefe do departamento de Promoção e Defesa dos Direitos Fundamentais da Sejuf .

(Via Assessoria de Imprensa – Rodrigo França)

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *