Ministério da Economia informa que Paraná é o estado que mais gerou empregos no Brasil pelas Agências do Trabalhador, no ano passado, com mais de 74 mil colocados com carteira assinada

O Paraná liderou o ranking nacional dos colocados pelas Agências do Trabalhador no mercado de trabalho, em 2020, com 74.615 profissionais empregados com carteira assinada. Os números do balanço do ano passado 2020 foram divulgados pela Secretaria de Políticas Públicas de Emprego do Ministério da Economia. Ceará ficou em segundo lugar com 30.020 colocados, seguido do São Paulo com 29.713, Distrito Federal com 22.437 e Minas Gerais com 18.282 novos trabalhadores.

Na região Sul, o Paraná ficou 500% acima do segundo colocado, que foi o Rio Grande do Sul com 14.855, e 1.260% a frente de Santa Catarina com 5.922 empregos gerados também por meio das Agências do Trabalhador no Estado.

Este resultado é fruto da política adotada pelo Departamento do Trabalho da Secretaria de Justiça, por orientação do governador Carlos Massa Ratinho Junior e do secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost. “Isso deve-se a uma postura proativa e principalmente de parceria entre o nosso Governo e as empresas do Estado. Nesse Governo não vemos as empresas como concorrentes, mas sim a oportunidade de trabalhar de forma colaborativa e solidária em prol da população. E o importante é que estas empresas, que estão contratando através das Agências do Trabalhador, estão garantindo empregos com carteira assinada, com os direitos trabalhistas resguardados”, esclareceu o secretário Ney Leprevost.

Os setores que mais colocaram trabalhadores no ano passado foram: Indústria (28.323), Serviços (17.475), Comércio (9.887), Agropecuária (5.049), Construção (4.344) e Informação / Comunicação (1.623).

Segue abaixo os dez primeiros estados em 2020, com maior número de colocados pelo Sistema de Emprego.

Paraná – 74.615
Ceará – 30.020
São Paulo – 29.713
Distrito Federal – 22.437
Minas Gerais – 18.282
Bahia – 16.585
Mato Grosso do Sul – 14.936
Rio Grande do Sul – 14.855
Mato Grosso – 12.389
Santa Catarina – 5.922

(Via Assessoria de Imprensa – Luiz G. Mazza Neto).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *