LEPREVOST PEDE INVESTIGAÇÃO CONTRA FINANCIADORES DE “BLACK BLOCS” E EXPRESSA SOLIDARIEDADE AOS PROFISSIONAIS DA IMPRENSA

O deputado Ney Leprevost ocupou a tribuna da Assembléia Legislativa do Paraná para expressar solidariedade a todos os profissionais de imprensa e, inclusive, aos repórteres cinematográficos e fotográficos que arriscam a vida no exercício da profissão.

Ney homenageou com um voto de profundo pesar o cinegrafista da TV Bandeirante, Santiago Andrade, assassinado com um tiro de rojão durante manifestação.

Leprevost também pediu rigor das autoridades brasileiras, federais e estaduais, em relação ao  grupo denominado black bloc.

 A Polícia Federal e as policias civis em todos os  Estados precisam agir para descobrir quem financia este movimento terrorista no País, afirmou Ney.

O deputado encaminhou documento à Polícia Federal em Brasília e  Policias Civis de todos os Estados  pedindo investigações rigorosa sobre organizadores do grupo.

Segundo Leprevost, estes bandidos mascarados, além de destruírem patrimônio público, destroem também patrimônio privado de pessoas que, muitas vezes, ficaram anos e anos construindo seu pequeno comércio, sua microempresa, às  custas de muito  sacrifício.

O deputado disse acreditar que a juventude brasileira dá um exemplo de exercício de liberdade, de cidadania, quando promove manifestações democráticas, quando repudia a corrupção, chaga maior deste País; quando pede mais saúde, quando pede mais educação, quando critica os desvios de recursos públicos feitos com o pretexto de subsidiar estádios para a Copa do Mundo. Porém não podemos admitir a infiltração de terrorista de extrema esquerda ou direita.

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 19 =