MÃE PARANAENSE ADOTA “TESTE DO CORAÇÃOZINHO” PROPOSTO POR NEY LEPREVOST

Na quarta-feira durante a comemoração de dois anos de atuação da Rede Mãe Paranaense a Secretaria Estadual de Saúde  anunciou o teste do coraçãozinho e entregou 150 oxímetros de pulso (aparelho que mede a quantidade de oxigênio no sangue) aos hospitais e maternidades.

 

Como se recorda o Teste do Coraçãozinho foi implantado graças a um projeto de lei de autoria do deputado Ney Leprevost, sancionado pelo Governo do Paraná, garantindo  o exame gratuito  para todos os recém nascidos do Paraná.

 

Segundo Ney Leprevost, líder da Frente Estadual de Saúde e Cidadania o Teste do Coraçãozinho tem cerca de 80% de eficiência na detecção precoce de cardiopatias congênitas em recém nascidos, possibilitando o imediato tratamento adequado. É feito com um aparelho simples chamado oxímetro de pulso, que mede o nível de oxigenação no sangue do bebê.

 

O teste do coraçãozinho é uma reivindicação antiga da Sociedade  de Cardiologia e da Sociedade de Pediatria e que foi encaminhada ao deputado pela Associação Pequenos Corações.

 

Maureen Classe, que é presidente da Associação Paranaense de Criança Cardiopatas Coração de Leão e mãe de criança com doença cardiológica, afirmou que o tratamento precoce é o que salva a vida de uma criança cardiopata. Muitos bebês saem do hospital sem o diagnóstico e isso pode comprometer a vida dela, que não vai ter o tratamento correto e a tempo.

 

O teste  garantido através de lei, de autoria Leprevost,  deve ser realizado ainda na maternidade, nas primeiras 24 a 48 horas após o nascimento, pois o tratamento dos portadores de cardiopatias deve ser imediato para evitar a morte dos bebês, que, nesses casos, acontece antes de completar o primeiro mês de vida.

 

 É muito gratificante poder fazer um trabalho como este em benefício das nossas crianças. Quero agradecer o Hermas Júnior e o Marcelo Rangel por serem meus parceiros no projeto. Agradeço também ao Governo do Paraná que teve sensibilidade para sancionar nossa lei, enfatizou o deputado Ney Leprevost.

 

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − um =