Procon da secretaria de Justiça e Associação Paranaense de Supermercados recomendam que açougues deixem de vender ossos e carcaças de animais

A notícia veiculada pela mídia na semana passada informando que alguns açougues e supermercados em todo o país estão vendendo ossos de boi e carcaças de frango ou peixe às pessoas de baixa renda levou o Procon-Pr da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho e a Associação Paranaense de Supermercados – APRAS, a fazerem uma recomendação administrativa aos mercados, açougues e supermercados para que deixem de vender e, quando necessário, optem pela doação desses itens.

De acordo com o secretário Ney Leprevost, “Vender este tipo de produto é exploração a um consumidor que está extremamente vulnerabilizado financeiramente. Não podemos fechar os olhos para essa realidade. Daí a iniciativa em recomendar para que ao invés da venda, os estabelecimentos optem pela doação, desde que respeitada a legislação sanitária, com vistas a garantir todos os requisitos de segurança para o consumo do produto”.

A chefe do Procon-PR, Claudia Silvano, afirma que “a recomendação conjunta é bastante necessária e positiva, já que o documento significa um esforço de vários atores da sociedade para que haja a adesão dos estabelecimentos nesse momento tão delicado”, afirma.

(Via assessoria de imprensa – Josias Lacour).

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *