ASSOCIAÇÃO DAS CRIANÇAS CARDIOPATAS HOMENAGEIA NEY POR UM ANO DA “LEI DO TESTE DO CORAÇÃOZINHO”

Ao participar de recente jantar da Associação Paranaense de Crianças Cardiopatas Coração de Leão, o deputado Ney Leprevost foi homenageado pela comemoração de um ano da implantação da Lei Teste do Coraçãozinho, de sua autoria.
Ney Leprevost que é líder da Frente Estadual de Saúde e Cidadania, destacou   a importância  do Teste do Coraçãozinho (exame de oximetria de pulso) que  agora integra o rol de exames gratuitos obrigatórios a serem realizados nos recém nascidos atendidos nas maternidades e hospitais do Paraná. 
Na mesma oportunidade, também foi lembrado Dia Estadual da Conscientização da Cardiopatia Congênita, comemorado no dia 12 de junho, que faz parte do Calendário Oficial  de eventos do Paraná, também por proposição do deputado Ney Leprevost.
O jantar beneficente foi realizado no Clube Sirio Libanês, com presença de aproximadamente 180 pessoas. Na ocasião o deputado foi homenageado pelas crianças com entrega de desenhos e apresentação musical. A presidente da Associação Paranaense de Crianças Cardiopatas, Maureen Classe, ao citar a lei, lembrou que atualmente a cardiopatia congênita é detectada em alguns recém-nascidos somente após a alta hospitalar, o que resulta em morbidade significativa e até  em morte. O Teste do Coraçãozinho pode ajudar no diagnóstico e tratamento.  O jantar contou com apoio também do Armazém Italiano, da Construtora Harbor, da Construtora Amorim, Woods Bar, Ricardo Escritório de Arquitetura, de Gilson Volpato e de funcionários da Secretaria Estadual de Turismo. 
Ao comentar sobre a Lei do Teste do Coraçãozinho o deputado Ney Leprevost, disse que é comum recém-nascidos receberam alta e precisar retornar ao hospital após curto espaço de tempo, com problemas, muitas vezes graves, que poderiam ter sido detectados e investigados antes da alta pós parto, por meio da oximetria de pulso.
Lembrou Ney Leprevost que a realização de exames de detecção de doenças cardiológicas tanto na fase intra-uterina quando nos recém-nascidos, foi  uma reivindicação da Associação de Assistência à Criança Cardiopata Pequenos Corações e da Associação Paranaense de  Crianças Cardiopatas Coração de Leão que há tempo vinham  alertando para a necessidade do Teste do Coraçãozinho, a fim de minimizar os riscos de defeito congênitos mais letais decorrentes da ausência de diagnósticos precoce.  Associação é uma entidade sem fins lucrativos, que reúne familiares e amigos em pról de crianças e adolescentes portadores de cardiopatias.
A Cardiopatia Congênita é uma má formação no coração dos bebês e ocorre durante o período de desenvolvimento fetal. Pode passar completamente despercebida durante a gestação e nos primeiros meses ou anos de vida da criança. A frequência da  Cardiopatia Congênita é de oito  para cada  mil  nascidos vivos e é responsável por 50% das mortes de recém-nascidos que sofrem de alguma anomalia congênita. Muitas gestações não chegam a ser concluídas porque a incidência dentro do útero é ainda mais elevada.
Daí a importância do Teste do Coraçãozinho que é lei no Paraná, cujo exame é indolor utilizado para medir os níveis de oxigênio no sangue realizado em recém-nascidos assintomáticos após 24 horas de vida e antes da alta hospitalar, para diagnosticar a presença de cardiopatia congênita grave que coloca em risco a vida da criança. Doações e informações pelo www.apcl.org.br ou apcl@apcl.org.br.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × três =