Frequentar restaurantes utilizando jaleco hospitalar pode ser proibido no Paraná

Medida visa a não proliferação de vírus e doenças

O deputado Ney Leprevost, presidente da Comissão de Saúde, protocolou, nesta terça-feira, um projeto de lei restringindo a utilização de jalecos, aventais e outros equipamentos de proteção individual utilizados por profissionais da área de saúde pelos freqüentadores de estabelecimentos comerciais destinados a servir alimentos. Recebemos muitas reclamações de que trabalhadores de alguns hospitais e clínicas estariam freqüentado restaurantes utilizando o guarda-pó branco, que serve para sua proteção no exercício do nobre ofício que lhes compete. Ou seja, levavam vírus dos hospitais para os restaurantes e dos restaurantes para hospitais; descumprindo a orientação da Organização Mundial da Saúde e da própria Vigilância Sanitária. É uma pena termos que fazer uma lei para que não continuem praticando esta falta de assepsia. Deveria ser uma mera questão de bom senso, avalia o parlamentar.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove + dezoito =