Ney Leprevost protocola projeto de lei para baratear preços dos remédios

Mais de 30% dos altos valores que os consumidores pagam em remédios referem-se a impostos que incidem sobre os mesmos.
Preocupado com os preços cada vez maiores dos medicamentos e o acesso cada vez mais difícil a tratamentos para as camadas menos favorecidas da população, o deputado Ney Leprevost, presidente da Comissão de Saúde, protocolou projeto estabelecendo que o governo do Paraná possa determinar a isenção de alíquota de cobrança de ICMS aos medicamentos farmacêuticos, desde que o benefício seja repassado para o consumidor final.
O custo de ficar doente no Brasil é muito elevado. Existem pessoas que ganham pouca mais de um salário mínimo  e tem que tomar três ou quatro tipos de medicamentos. O governo pode, e deve, utilizar-se deste benefício fiscal para fazer com que o Paraná proporcione remédios a sua população a um custo bem mais baixo que a média nacional, afirma Ney Leprevost.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + dezesseis =