NEY, O DEVORADOR DE LIVROS

O deputado Ney Leprevost, que se submeteu na semana passada a uma cirurgia para a retirada das veias safenas das duas pernas, continua em repouso por ordens médicas. Enquanto aguarda ansioso pela liberação dos médicos para voltar ao trabalho, Ney aproveita para intensificar o seu hábito de ler. O parlamentar tem devorado em média um livro a cada dois dias.

Da semana passada para cá ele concluiu a leitura de O Sonho do Celta, do peruano Mário Vargas Llosa, prêmio Nobel de Literatura; de Superando o Cárcere da Emoção, do psiquiatra Augusto Cury, e do livro A Teoria das Janelas Quebradas, do médico Dráuzio Varela. Agora, Ney está lendo simultaneamente A Confissão, de John Grisham e Minha Mocidade, do estadista inglês Winston Churchill.

Ficar em casa com as pernas para cima é bem menos chato quando a gente tem a companhia da família e de bons livros. Desses que li na última semana recomendo especialmente O Sonho do Celta, do Mário Vargas Llosa. Considero o peruano um verdadeiro gênio da literatura e o mais expressivo defensor dos direitos individuais que temos na América Latina, afirma Ney.

Leprevost que é Presidente da Comissão de Esportes da ALEP, líder da Frente Estadual da Saúde e da Cidadania, Vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos da ALEP e Secretário-geral do PSD do Paraná deverá retomar suas intensas atividades parlamentares, legislativas e comunitárias na metade da próxima semana, embora cumpra de casa uma rotina diária de trabalho analisando os despachos enviados pelo seu gabinete.

Através de sua assessoria, o parlamentar aproveitou para agradecer as centenas de mensagens que tem recebido de amigos e eleitores, desejando-lhe boa recuperação.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + treze =